Colunista
FESTIVAL da Primavera realizado durante a semana da pátria, de 3 a 7 pela SPDC – Sociedade Paranavaiense de Desportos e Cultura (Clube Japonês), obteve o êxito de anos anteriores. Em todo o período de realização o Clube Japonês recebeu diariamente um numeroso público, tornando-se anualmente um dos encontros de referência não só da colônia japonesa, mas de modo geral de toda a população.
LIDERANÇAS políticas também marcaram presença no evento. Entre essas lideranças foi destacada a presença na sexta-feira (6) do deputado federal Luís Nishimori acompanhado de sua esposa, Elizabeth Akemi Ueta Nishimori, superintendente de Relações Institucionais da Cohapar. Ele teve a companhia do ex-prefeito e ex-deputado estadual Teruo Kato, do casal empresário Elza e Carlos Makino e do advogado Mamoru Fukuyama, além de diretores da SPDC.
RODAS políticas se formaram no fim de semana discutindo futuras candidaturas a prefeito e vereadores de Paranavaí. Um dos nomes apontados como novidade nas especulações –uma vez que não vinha sendo citado nos meios políticos – é o do advogado e professor universitário Fábio Franco. Não afeito a participações políticas, o nome de Fábio foi citado numa roda de amigos, que vão tentar convencê-lo a aceitar ser uma das opções nas eleições municipais de 2020. 
CHINA habilitou 25 novos frigoríficos brasileiros para exportação – 17 de bovinos, seis de frango, uma de suínos e uma de asininos (asno). Com isso, o Brasil, que antes tinha 64 plantas habilitadas a exportar para o gigante asiático, passa a ter 89.  Destes 25, três tem sede no Paraná:  – Cooperativa Central Aurora Alimentos (Mandaguari-PR); Coasul Cooperativa Agroindustrial (São João-PR), Gonçalves e Tortola S.A.(Paraíso do Norte-PR) e Granjeiro Alimentos Ltda (Rolândia-PR). Todos trabalham com a produção de carne de frango no Paraná. O Ministério da Agricultura brasileiro recebeu nesta segunda-feira (9), a comunicação oficial da Administração Geral da Aduana da China sobre as habilitações. De acordo com a pasta, as plantas já estão autorizadas a embarcar.
PRESIDENTE Bolsonaro passou domingo (8) pela quarta cirurgia após ter recebido uma facada em Juiz de Fora-MG em 6 de janeiro do ano passado, durante campanha eleitoral. O procedimento iniciou às 7h35 e terminou por volta de 12h40 – durou cinco horas. O cirurgião-chefe Antônio Luiz de Vasconcellos Macedo disse que a cirurgia foi bem-sucedida, segundo a Agência Brasil..
PRESIDENTE da Assembleia Legislativa, prestes a completar 32 anos como deputado estadual, Ademar Traiano (PSDB) não esconde a intenção de disputar o quarto mandato consecutivo no comando da Casa, e admite sonhar com uma candidatura a vice-governador em 2022. Apesar de admitir ter levado um susto nas últimas eleições, o tucano acredita que a onda de renovação é passageira, e que o eleitor já começa a perceber que o “novo” não representa necessariamente mudança. Sobre o PSDB paranaense, que sofreu um revés nas urnas em 2018 depois de ter governado o Estado por oito anos, Traiano aposta na liderança do vice-prefeito de Curitiba, Eduardo Pimentel, para levantar o partido. 
TRIBUNAL de Contas do Paraná apontou que a Previdência Social do Estado tem a existência de déficits atuariais de R$ 16,95 bilhões de 2015, R$ 18,31 bilhões de 2016 e R$ 25,95 bilhões de 2017. O TC recomendou que a Paranaprevidência tome providências necessárias para propor novo plano de custeio com o objetivo de solucionar o déficit atuarial demonstrado em três notas técnicas produzidas pela entidade entre 2017 e 2018.
NO discurso patriótico, mas regado por alfinetadas a presidentes anteriores e ao presidente da França, Emmanuel Macron, o presidente Jair Bolsonaro convocou sábado (7/9) os brasileiros a irem às ruas para celebrar o Dia da Independência. Como em outras oportunidades, quando criticou as gestões petistas, defendeu a liberdade e acusou de que ela foi, por “tantas e tantas vezes” ameaçada por “brasileiros que não têm outro propósito a não ser o poder pelo poder”. 
BOLSONARO adotou um discurso de valorização do país, ao pedir que a “conscientização” dos brasileiros, em resposta velada a Macron, que, para ele, atentou contra a soberania do Brasil, ao sugerir a internacionalização da Amazônia. “A todos os brasileiros, nós pedimos, conscientizem-se cada vez mais de quem é esse país, essa maravilha chamada Brasil. Um país ímpar no mundo, que tem tudo para dar certo e precisamos, sim, de cada um de vocês para reconstruí-lo. E a liberdade está em primeiro lugar. (…) O Brasil é nosso, é verde e amarelo”, destacou.
INCERTEZAS políticas de agosto comprometeram a economia. O dólar bateu recorde em relação ao real e o eletrograma da Bolsa de Valores acelerou. Os efeitos chegaram à cadeia automotiva que fechou o mês em queda. A venda de veículos caiu 0,6% em relação a julho com 230.712 automóveis e comerciais leves e 3,5% sobre o mesmo mês de 2018. A venda média diária de veículos em agosto foi de 10.479 unidades com a queda de 0,7% na comparação com julho. Seguem nos primeiros lugares Chevrolet Onix, Ford Ka e Hyundai HB20. 
LULA preso não se esqueceu do aniversário de Gleisi Hoffmann, dia 6 (sexta), deputada federal e presidente nacional do PT. Na sua conta no Twiter de dentro da cadeia ele tuitou: “Felicidades, companheira @gleisi, que hoje completa mais um ano de luta! Saúde e força para seguirmos na construção de um partido que tem muita história e uma jornada de resistência pela frente”.
SEIS praças de pedágio do Paraná decidiram reduzir as taxas, através de um acordo de leniência com o Ministério Público Federal. O acordo foi confirmado sexta-feira (6) pela Ecorodovias. Segundo a empresa, a homologação do acordo foi aprovada na quinta-feira (5) pela 5ª Câmara de Coordenação e Revisão do Ministério Público. A Ecorodovias administra duas concessionárias de pedágio que atuam na BR-277, a Ecovia Caminho do Mar (entre Curitiba e o Litoral do Paraná) e a Ecocatararas (entre Guarapuava e Foz do Iguaçu). Segundo a empresa, a redução será de 30%. 
ENTRE as seis praças de pedágio que terão redução no preço está a de São José dos Pinhais – a única entre Curitiba e o Litoral do Paraná e a única administrada pela Ecovia. Atualmente, o preço é de R$ 20,90 para carros de passeio. Com a redução de 30%, o valor ficaria em R$ 14,60. Além da redução tarifária, a concessionária vai bancar R$ 20 milhões em obras. As outras praças que terão desconto são na região central – Candói e Laranjeiras do Sul – e no Oeste – Cascavel, Céu Azul e São Miguel do Iguaçu. Todas são administradas pela Ecocataratas, que ainda prometeu investir R$ 130 milhões de obras e vai pagar R$ 120 milhões de redução tarifária.
PELO acordo firmado, além de baixar as tarifas, a Ecorodovias vai pagar R$ 30 milhões em multas, devido às irregularidades. O pagamento deverá ser feito até o fim de 2021, que é quando acaba o prazo para as concessões de estradas no Paraná. A empresa concordou em ser monitorada até o fim do prazo. Em comunicado, a Ecorodovias disse que “ratifica seu compromisso com as suas obrigações”.
FRASE: Podes conhecer o espírito de qualquer pessoa, se observares como ela se comporta ao elogiar e receber elogios (LUCIO ANNEO SÉNECA)

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.