Colunista
RESULTADOS das provas do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes  2018 apontam que os cursos de graduação avaliados das sete universidades estaduais continuam registrando ótimos índices. Dentre os cursos avaliados pelo Ministério da Educação, 13 obtiveram a nota máxima 5 e outros 30 alcançaram o conceito 4.

UNESPAR – Universidade Estadual do Paraná, da qual faz parte a Fafipa de Paranavaí, teve quatro cursos com o conceito 4, entre eles Administração em Paranaguá; Ciências Contábeis em Paranavaí e Apucarana e Serviço Social em Apucarana. A universidade também teve outros seis cursos com o conceito 3.

DURANTE entrevista na manhã desta sexta-feira (4) para anunciar o resultado Enade o ministro da Educação, Abraham Weintraub, propôs que alunos que não acertarem ao menos 10% da prova não possam se graduar. ”Hoje, a lei não nos permite punir uma pessoa que não acerta ao menos 20% da prova. Nossa vontade é que esse aluno não pudesse se formar”, disse. “Ainda não temos como fazer isso, mas é um projeto do governo Bolsonaro e, ao longo dele, vamos arrumando essas situações esdrúxulas”.

NO País do descontrole, o procurador da Fazenda Nacional, Matheus Carneiro Assunção, foi preso em flagrante pela Polícia Federal quinta-feira (3) sob suspeita de tentar matar a juíza Louise Filgueiras na sede do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, na avenida Paulista, em São Paulo. Ele foi detido no local e levado para a sede da PF, na zona oeste. O episódio provocou reação de associações que representam juízes e que disseram ser “crônica” a falta de segurança dos magistrados. 

CLASSE jurídica já vinha em choque desde a semana passada, depois de declarações do ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot, que disse ter entrado armado no STF em 2017 porque pretendia matar Gilmar Mendes, ministro da corte. O ataque da tarde desta quinta no TRF-3 foi revelado pelo site Conjur (Consultor Jurídico). Segundo a publicação, a juíza teve seu gabinete invadido pelo procurador que teria acertado uma facada no pescoço dela. O ferimento, porém, foi leve.
PRESIDENTE Bolsonaro deposita agora no Supremo Tribunal Federal sua esperança de que a Polícia Federal ganhará autorização para quebrar os sigilos do advogado Zanone Manuel de Oliveira Jr., defensor do homem que o esfaqueou naquele 6 de setembro de 2018 em Juiz de Fora-MG. Bolsonaro espera que, com isto, serão descobertos quem paga os honorários do profissional e quem são os possíveis mandantes do crime de que foi vítima.
A legislação protege a advocacia de investigações do gênero e, por isso, a PF foi impedida de bisbilhotar computadores, contas bancárias e documentos de Zanone. 

TRIBUNAL Regional Federal da 1.ª Região que quinta-feira (3) se julgou incompetente para decidir sobre a queda dos sigilos, decidiu remeter o caso para o Supremo. Bolsonaro insinuou que Zanone não seria apenas advogado de Adélio, mas cúmplice do criminoso. Isto porque as investigações iniciais teriam encontrado indícios de que Zanone teria sido contratado antes (e não depois) do episódio. Quem o teria contratado? A resposta a esta pergunta levaria à descoberta dos mandantes, supõe Bolsonaro.

ATÉ o fim do ano o empresário Luciano Hang planeja ter 142 lojas da Havan. Outros 60 pontos estão catalogados para o surgimento de novas unidades. Em Santa Catarina tem 38 unidades. O objetivo é chegar a 50. Estão previstas mais três em Joinville. Também planeja mais três em Florianópolis, uma em Palhoça e outra em Chapecó. De agora em diante o foco de expansão prioriza municípios do Rio Grande do Sul e as regiões Norte e Nordeste do país. Até 2022 ele planeja chegar a 200 lojas. 
SENADOR Alvaro Dias (Podemos-PR) defendeu quinta-feira (3) em Plenário a instalação da CPI dos Tribunais Superiores. O parlamentar destacou que a ideia não é atacar o Poder Judiciário, essencial ao Estado Democrático de Direito, mas investigar possíveis ilicitudes dos integrantes, que são substituíveis. Para Alvaro é fundamental que se formule um diagnóstico para que, futuramente, discutam-se novos métodos de escolha e duração de mandato dos magistrados.

JUÍZA Adverci de Abreu, da 20ª Vara Federal de Brasília, intimou o governo federal a justificar a montagem de um clube de descontos para servidores federais. A iniciativa foi anunciada em agosto com a justificativa do ministro Paulo Guedes, da Economia, de que o governo não vai conceder reajustes nos próximos anos e a ideia seria uma espécie de compensação oferecendo vantagens por meio de descontos em produtos e serviços privados. A intimação ocorreu no âmbito de uma ação popular movida pelo cidadão Roberto Niwa Camilo, que pede a suspensão liminar do edital. O edital já foi alvo de um pedido de impugnação no Tribunal de Contas da União. 

LÍDER do governo Bolsonaro na Câmara Federal, deputada Joice Hasselmann (PSL-SP), que vive uma crise interna na legenda, afirmou que não acredita em partidos – e que só escolheu um para poder disputar a eleição. “Se você me perguntar o partido que é, assim, o partido dos sonhos, não tem”, disse em evento no Rio de Janeiro. Joice passa por uma disputa no PSL de São Paulo, liderado pelo também deputado federal Eduardo Bolsonaro. Ela pretende disputar a Prefeitura da capital paulista no ano que vem, mas sofre resistências.
DESIGUALDADE social no país fez com que apenas 2,7% das famílias acumulassem 20% do total da renda entre os anos de 2017 e 2018. A revelação faz parte da POF (Pesquisa de Orçamentos Familiares), divulgada nesta sexta (4) pelo IBGE. As famílias brasileiras tiveram uma renda média de R$ 5.426,70. O resultado ainda é preliminar. Mais dados serão divulgados nas próximas semanas.
PESQUISA aponta que apenas 1,8 milhão de famílias com renda superior a 10 salários mínimos em 2017 (no caso R$ 954 foi o salário mínimo usado como referência) receberam 19,9% de todo o valor de rendimentos, seja em salários ou variações patrimoniais. No caso desse estrato, a renda média foi de R$ 40,4 mil entre as famílias. “Caso apenas os valores recebidos por este grupo fossem repartidos igualmente por todas as famílias brasileiras, o valor médio mensal cairia para R$ 2.942,66, o que equivale a pouco mais da metade da média global”, compara. 
NA última POF, de 2007-08, o percentual de concentração era ainda maior: 22,1% da renda ficava entre as famílias com renda superior a 10 salários mínimos. Um dado importante da pesquisa aponta para as transferências governamentais, que responderam por 19,5% do total de renda do brasileiro. Elas incluem as aposentadorias e pensões públicas e privadas, bolsas de estudos e programas sociais de transferência de renda. “Chama a atenção as aposentadorias e pensões do INSS, cuja participação no total das transferências foi de 55%, os programas sociais federais representam 5,4% das transferências e apenas 1% dos valores recebidos como rendimentos e variação patrimonial, diz pesquisa.

FRASE:
É preciso coragem para ser diferente, mas muita competência para fazer a diferença (Autor Desconhecido)

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.