Colunista
PSC de Paranavaí reuniu-se nesta semana para discutir sobre a participação do partido nas eleições do ano que vem a prefeito, vice e vereadores. O partido tem vários nomes a vereadores, mas quer definir também a prefeito e vice.
AGROPECUARISTA Demerval Silvestre participou como convidado e foi inquirido sobre a possibilidade de seu nome ser incluído na lista de candidatos a prefeito. Silvestre disse que não é essa a intenção, mas ficou à disposição para ajudar na busca de nomes para o partido. 
A PROPÓSITO, não é novidade que o nome de Silvestre desponta como uma liderança em Paranavaí a ser considerada. Participante ativo de todas as ações da Sociedade Civil Organizada na busca de benefícios para Paranavaí e região, ninguém contesta o trabalho sério, competente e eficiente que Silvestre vem realizando ao longo do tempo. Ele marca presença desde as reuniões das lideranças locais com o governador Ney Braga para a instalação dos primeiros cursos superiores em Paranavaí.
MINISTRA da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, afirmou que está à procura de um marido no Tinder, aplicativo que permite a localização de pessoas para encontros românticos online. De acordo com o jornal Correio Braziliense, a ministra fez o anúncio no lançamento do programa Vida Saudável na modalidade Estratégia Brasil Amigo da Pessoa Idosa, realizado no Ministério da Cidadania. “O que vamos fazer com tanta vida? Eu vou é dançar muito, eu vou é cantar muito e vou namorar muito”, disse Damares, questionada sobre o que fazer ao se chegar à terceira idade. “Estou procurando um marido, estou entrando no Tinder para achar um marido. Eu posso, sou uma jovem senhora quase idosa”. De acordo com o Correio Braziliense, um senhor se levantou na plateia logo após a fala e se “candidatou à vaga”. Bem humorada, a ministra afirmou: “Sabia que esse era o meu ano da sorte. Pega o currículo dele, assessoria”.
DEPUTADOS paranaenses pretendem proibir o uso de radares móveis nas rodovias estaduais para fins de aplicação de multas, a exemplo do que já fez o governo Bolsonaro nas rodovias federais. A proposta é dos deputados Delegado Recalcatti (PSD) e Rodrigo Estacho (PV). Recalcatti disse que o objetivo do projeto é de evitar a aplicação de multas “arbitrárias”. Os autores alegam que muitas vezes esses radares estão localizados em curvas ou pontos cegos, sem qualquer sinalização, aumentando ainda mais o risco de acidentes. O projeto deve ser votado em comissões da Assembleia antes de ir à votação em Plenário. 
RESULTADO do megaleilão do pré-sal, que arrecadou R$ 69,960 bilhões nesta quarta-feira (6), foi frustrante para os municípios brasileiros que contavam com parte desses recursos para promoverem investimentos, segundo o deputado federal Rubens Bueno, diante da previsão de R$ 106,5 bilhões. Inicialmente, estimava-se que o Paraná receberia quase R$ 500 milhões, enquanto que os municípios do Estado ficariam com pouco mais de R$ 700 milhões. Com o resultado do leilão, porém, os valores caíram para cerca de R$ 240 milhões para o Estado e R$ 370 milhões para as prefeituras. “Na prática os municípios vão receber a metade do previsto”, afirmou Bueno. 
IDEIA do governo Bolsonaro de extinguir os municípios com menos de 5 mil habitantes e baixa receita própria não agradou aos políticos. No caso do Paraná, pelo menos102 municípios têm menos de 5 mil habitantes e 64 deles têm receita abaixo do exigido. O presidente da Assembleia, deputado Ademar Traiano (PSDB), afirmou que a medida dificilmente será aprovada pelo Congresso. “Acho que é preciso rever algumas situações, até porque o prejuízo para a população será muito grande. Creio que essa matéria terá dificuldade para ser votada, tanto na Câmara quanto no Senado”, previu o tucano.
EX-DEPUTADO estadual Aníbal Khury, falecido em 1999, teve papel decisivo na definição da atual geografia política paranaense. Consta que Anibal articulou a criação de mais de 60 municípios, dos 399 existentes no Estado. Reeleito nove vezes, ele foi 1º secretário e presidente da Assembléia em diversas legislaturas. A maior parte dos municípios, cuja criação teve a participação de Anibal, foi emancipada na década de 1960, mas até a década de 1990 o então deputado trabalhou nesse sentido. E há ainda três municípios que ele criou – Jardim Paulista, Capivari-Cachoeira e Centro Novo – que nunca foram instalados.
CONTAS do Governo do Estado referentes a 2018 tiveram parecer favorável do Tribunal de Contas do Estado do Paraná para aprovação em sessão extraordinária nesta quarta-feira (6). O relatório do conselheiro Artagão de Mattos Leão, que sugeriu a aprovação com 13 ressalvas com determinação, 10 ressalvas e 11 recomendações, foi aprovado por quatro votos. O documento será encaminhado, na sequência, à Assembleia Legislativa. Cabe aos deputados o julgamento das contas do governo. O relatório abrange as gestões dos ex-governadores Carlos Alberto Richa (1º de janeiro a 5 de abril) e Maria Aparecida Borghetti (6 de abril a 31 de dezembro de 2018). 
SERVIDOR público que tiver de se afastar do trabalho para participar de eventos sindicais terá de compensar as horas não trabalhadas. A Resolução nº 596 do Conselho da Justiça Federal, que estabelece a medida, está publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (7).
DIA 11, segunda-feira próxima, o Palácio Iguaçu, sede do governo do Estado, será palco do lançamento da biografia do ex-governador Paulo Pimentel. Intitulada “Vim, vi e venci”, a obra foi escrita por Cleverson Garret e conta a trajetória pessoal, profissional e política de Pimentel, que ao tomar posse, em 31 de janeiro de 1966, aos 37 anos, se tornou o mais jovem governador do Estado. A venda do livro vai beneficiar a ala infantil do Hospital Evangélico Mackenzie.
MINISTRO do STF quer ser tratado por “excelência” e não por “você”. Marco Aurélio Mello criticou advogados que chamaram os ministros da Corte de “vocês” durante julgamento quarta-feira (6/11). A sessão era sobre contribuição para o INSS durante licença-maternidade. Em certo momento o advogado Renato Nunes disse que “o pedido de justiça que eu estou fazendo aqui para vocês, excelências, ele nunca foi tão eloquente”. Rapidamente Marco Aurélio interrompeu e disse: “Para vocês?”. O advogado chegou a ficar confuso e o ministro falou da forma de tratamento. “Ah, me perdoe. Vossas excelências”, emendou o advogado. 
MAIS tarde a advogada Daniela Borges também usou o pronome “vocês”. O que o ministro logo rebateu. “Novamente, advogados se dirigem aos integrantes do tribunal. Há de se observar a liturgia”, disse. A advogada, então, pediu desculpas, disse que Marco Aurélio Mello tinha toda razão e se desculpou dizendo que estava nervosa. Em outubro Marco Aurélio já tinha criticado um funcionário do cerimonial do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina por ter se dirigido a ele. Na ocasião, o funcionário fez um convite para cerimônia de entrega de uma medalha a Jorge Mussi, ministro do STJ. Em ofício Marco Aurélio recusou o convite e disse que “integrante de cerimonial não se dirige diretamente a ministro do Supremo”.
FRASE: Qual o melhor dos governos? Aquele que nos ensina a governarmo-nos a nós próprios (Johan Wolfgang Von Goethe).

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.