Colunista
SALÁRIO mínimo a partir de janeiro terá redução de R$ 8,00 em relação ao previsto anteriormente. Ministério da Economia enviou ao Congresso Nacional terça-feira (26) uma mensagem modificativa ao orçamento de 2020 em que prevê que o salário mínimo ficará em R$ 1.031ª redução é motivada pela reestimativa no INPC, que passou de 4% para 3,5%. O valor corresponde apenas à correção da inflação, sem ganhos reais, como houve nos últimos anos. A indicação inicial na proposta orçamentária era de que o salário mínimo ficaria em R$ 1.039 em 2020.
ÍNDICE de Preços ao Consumidor, que mede a inflação, subiu 0,44% na terceira quadrissemana de novembro, mostrando aceleração frente à alta de 0,26% registrada na segunda quadrissemana deste mês, segundo dados da Fipe. Três dos sete componentes do IPC-Fipe avançaram com mais força. Foi o caso de Alimentação (de 0,11% na segunda quadrissemana para 0,71% na terceira quadrissemana), de Despesas Pessoais (de 1,27% para 1,63%) e de Vestuário (de 0,07% para 0,14%). Por outro lado, outros três itens ampliaram deflação ou subiram de forma mais contida: Habitação (de -0,08% para -0,11%), Transportes (de 0,25% para 0,24%) e Saúde (de 0,62% para 0,51%). Já os custos de Educação ficaram estáveis na terceira quadrissemana de novembro, após exibirem alta marginal de 0,01% na prévia anterior.
9ª VARA Criminal de Curitiba acatou denúncia do Ministério Público estadual contra o ex-governador Beto Richa (PSDB) por lavagem de dinheiro, no âmbito da operação Quadro Negro, que investiga desvios de recursos para a construção e reforma de escolas. Também viraram réus no processo a esposa do tucano, Fernanda Richa, o filho André Richa, e o contador da família, Dirceu Pupo. Segundo a denúncia do MP, Richa teria adquirido salas comerciais no Centro Cívico, em Curitiba, em 2013, através de uma empresa que administra o patrimônio da família. De acordo com a Promotoria, parte do pagamento teria sido feito com dinheiro de propina de construtoras investigadas na Quadro Negro. A operação envolveu R$ 2,2 milhões e desse total R$ 830 mil teriam sido pagos ao corretor em dinheiro, “de forma dissimulada”, enquanto um imóvel dado em pagamento por parte dos compradores teria sido superavaliado. 
RICHA, Fernanda e o contador também foram denunciados por obstrução da Justiça por terem tentado influenciar o corretor a esconder o pagamento em espécie. Em nota divulgada ontem, a defesa do ex-governador e de sua família disse receber “com perplexidade a notícia de que o ex-governador e seus familiares estão sendo processados novamente, pelo mesmíssimo fato já objeto de duas acusações anteriores. O Ministério Público se contradiz, e agora acusa o ex-governador sem saber apontar a ilicitude dos recursos”, diz a defesa.
JUÍZA da 5ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba, Patrícia de Almeida Gomes Bergonse, determinou o bloqueio de R$ 124 milhões em bens do ex- -presidente da Assembleia Legislativa, ex-deputado Valdir Rossoni (PSDB), em ação do Ministério Público estadual em que ele é acusado de contratar funcionários “fantasmas”. A decisão também atinge uma ex-assessora do tucano, Edinê Vianna, que segundo a acusação do MP, teria participado do esquema. 
NA denúncia o MP aponta que o então deputado teria nomeado, entre 1992 e 2010, para cargos comissionados no seu gabinete, pessoas que sequer sabiam que haviam sido nomeadas, familiares da então assessora que não exerciam efetivamente o cargo e outras pessoas que não prestavam serviço ao Legislativo. Segundo a promotoria, teriam sido identificados ao menos 12 servidores nessa situação. A defesa do ex-deputado afirmou que só se manifestará nos autos do processo. Rossoni se diz indignado com o processo.
DUAS manifestações foram realizadas por policiais civis, agentes da Polícia Científica e agentes penitenciários no Centro Cívico, em Curitiba, contra a proposta de reforma da previdência estadual. A primeira foi pela manhã em frente ao Palácio Iguaçu e a segunda à tarde na Alep.
DE acordo com o ministro da Economia, Paulo Guedes, que está alinhavando a proposta de reforma administrativa para apresentar ao presidente Bolsonaro, os futuros servidores públicos não teriam mais estabilidade automática no cargo. A ideia seria definir um tempo para atingir a estabilidade, de acordo com cada carreira. Além disso, outro objetivo da medida seria reduzir o número de carreiras de cerca de 300 para algo em torno de 20 e que os salários para quem entrar na carreira pública passem a ser menores do que são atualmente. 
APÓS ser punido com advertência pelo Conselho Nacional do Ministério Público terça-feira, o procurador da República Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato no Paraná, e um dos mais respeitados procuradores do País pela atuação na Lava Jato ao lado de Sérgio Moro, foi ao Twitter se defender. “A advertência aplicada a mim pelo CNMP hoje por ter criticado decisões de ministros do Supremo, exercendo o direito à liberdade de expressão e crítica, não reflete o apreço que tenho pelas Instituições. Minha manifestação decorre de um sistema de justiça que não funciona, em regra, contra poderosos, e é na omissão e no silêncio que a injustiça se fortalece. O debate dos problemas de nosso sistema é essencial”, disse.
ADVOGADO Thiago Paiva dos Santos, formado em Direito pela Universidade Estadual de Maringá, foi nomeado terça-feira (26) pelo presidente Bolsonaro para compor o Tribunal Regional Eleitoral do Paraná, na vaga de juiz titular, na cadeira destinada aos juristas provenientes da advocacia. Paiva foi o advogado mais votado na lista tríplice formada em agosto pelo Tribunal de Justiça do Estado do Paraná. Com 34 anos, ele é o advogado mais jovem a ser indicado ao cargo de juiz titular no Paraná.
MORREU na manhã de ontem (quarta, 27) em Curitiba o jornalista Airton Ravaglio Cordeiro, que se notabilizou ao longo de meio século de exercício profissional como um dos mais brilhantes narradores e comentaristas esportivos em emissoras de rádio, televisão e jornal do Paraná. Contava 77 anos e deixa três filhos: Andrea, Adriana e Airton Filho. Teve passagens marcantes pela Gazeta do Povo, no extinto Diário da Tarde e, ultimamente, na rádio CBN. Foi vereador em Curitiba, elegeu-se duas vezes deputado estadual e foi eleito também deputado federal constituinte. Devem-se a ele emendas importantes que figuram no texto da Constituição de 1988, dentre as quais o artigo que protege jornalistas de não serem obrigados a revelar suas fontes.
PRESIDENTE Bolsonaro disse num evento evangélico terça-feira (26) em Manaus-AM com a participação de cerca de 15 mil pessoas, que o ovacionaram, que a eleição dele em 2018 teve um propósito de Deus. O evento foi na igreja Assembleia de Deus promovido em sua homenagem. Por 15 minutos o presidente falou aos fiéis e reforçou que pretende indicar para o STF um ministro “terrivelmente evangélico”. “Eu tenho duas vagas. Uma será de um evangélico, como eu disse”. 
BOLSONARO, por mais de uma vez, afirmou que sua chegada a Presidência teve um propósito divino. “Deus tem propósito para cada um de nós. Eu jamais pensei chegar onde cheguei. Tudo sendo feito contra minha pessoa. Sem dinheiro, sem fundo partidário. Aliás tinham duas coisas a favor de mim: Deus e o povo a nosso lado”, afirmou o presidente, sob os gritos de “mito”. O presidente chegou a dizer que o lema “Brasil acima de tudo, Deus acima de todos”, foi uma inspiração divina que ele teve durante uma oração há quatro anos. “Tinha que acontecer naquele momento. São os sinais que começaram acontecer lá atrás”.
FRASE: A razão cínica, aliada à impunidade, reforça a ideia de que o crime de colarinho branco de fato compensa (Zuenir Ventura, jornalista e escritor brasileiro).

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.