Colunista
APÓS o primeiro dia de reuniões para tentar chegar a um acordo em torno da tabela de piso mínimo de frete, caminhoneiros, transportadoras e embarcadores demonstraram otimismo na construção de um consenso até o final da semana. As reuniões foram marcadas pela apresentação das propostas para a correção de valores pagos pelo transporte de carga por parte dos caminhoneiros. As informações são da Agência Brasil.
SEGUNDO os caminhoneiros a resolução da Agência Nacional de Transportes Terrestres, suspensa no dia 22 de maio, só trazia a previsão do custo mínimo para o frete, deixando de fora a remuneração do caminhoneiro autônomo pela carga transportada. A resolução suspensa determinava que o cálculo do piso mínimo passaria a considerar 11 categorias na metodologia.

DNIT
(Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) vai instalar 1.140 radares em rodovias federais. A juíza Diana Wanderley da Silva, de Brasília, homologou um acordo nesse sentido. Os aparelhos serão instalados para cobertura de 2.278 faixas que são consideradas de criticidade média, alta e muita alta de todo o País.
MAIORIA dos eleitores brasileiros é contra a fórmula atual de substituição de senadores por suplentes indicados pelo próprio eleito ou seu partido, e não pelo próximo colocado nas eleições. De acordo com levantamento da Paraná Pesquisas divulgado anteontem 71,1% é contra esse modelo e 22% aprova. Outros 6,9% não souberam ou não quiseram opinar. O levantamento ouviu 2.184 eleitores entre 17 e 20 de julho, com margem de erro de três pontos porcentuais para mais ou para menos.
DEPUTADA estadual paulista Janaina Paschoal (PSL), co-autora do pedido de afastamento da ex-presidente Dilma Rousseff, protocolou no Senado Federal terça (30) um pedido de impeachment do ministro Dias Toffoli, presidente do STF, por ele ter suspendido investigações que utilizaram relatórios do Coaf sem prévia autorização do Judiciário. “Tal decisão monocrática, além de contrariar a Constituição Federal e diversas leis, trouxe contrariedade ao que foi estabelecido pelo Plenário do STF”, afirma o texto, também assinado pelo grupo MP Pró-Sociedade, de apoio a procuradores. Em seu perfil no Twitter, o coletivo diz ser “uma associação de membros do MP brasileiro, com perfil conservador, voltada a difundir e a promover a Ordem, a Liberdade e a Justiça como valores sociais fundamentais”.
SOBRE aqueles que criticam suas declarações e seu jeito de ser, o presidente Bolsonaro tem um recado claro: ele não vai mudar. A repercussão negativa, e até críticas de aliados a suas declarações nos últimos dias, com ataques a governadores do Nordeste e contestação de dados históricos do regime militar estão longe de fazê-lo repensar o próprio comportamento. Em conversa com repórteres do jornal O Globo, Bolsonaro confirma que continuará falando à parcela mais conservadora da população, a primeira a aderir à sua candidatura. 
ITAMARATY vai tentar reabrir negociação com os paraguaios em torno de Itaipu. O Brasil propôs corrigir defasagem que vê no contrato de fornecimento de energia, mas a população daquele país reagiu classificando o trato como “entreguista”. A chancelaria, agora, avalia fazer concessões. As informações são da Folha de S. Paulo.
EX-PRESIDENTE Lula tem mostrado ansiedade, segundo seus aliados que o visitaram nos últimos dias na cadeia em Curitiba. Lula tem demonstrado ceticismo quanto à possibilidade de uma mudança substancial em sua situação. Apesar de todos os questionamentos dos lulopetistas sobre a Lava Jato, a condenação em si não é questionada pela população, nem pelo mercado que não quer, o governo não quer, as Forças Armadas não querem e a mídia não quer mudança. Muitas instituições cerraram fileiras na defesa de Sergio Moro.
GRUPO mais próximo de Lula diz que “só o STF poderia colocar ordem nessa história”, mas avalia que o tribunal está sob intensa pressão e que as chances de uma guinada na sequência de derrotas colhidas pelo petista, mesmo com as revelações (taxadas de mentirosas pelos seus defensores) de bastidores da Lava Jato, é pequena. Lula também tem demonstrado apreensão com os rumos de seu partido devido a disputa interna. Auxiliares do ex-presidente lembram que, em meados de agosto, ele completará 500 dias na prisão. Para agosto ou setembro é esperada outra condenação de Lula, no caso do Sítio de Atibaia. Deste caso, considerado mais complexo para a defesa do ex-presidente do que o do tríplex, poderá vir a segunda condenação colegiada de Lula.
DADOS do IBGE revelam que o número de cães e gatos domiciliados no Paraná é mais que o dobro do de crianças. Além disso, os paranaenses se destacam nacionalmente por possuírem o maior porcentual de domicílios com cachorros no país. De acordo com a Pesquisa Nacional de Saúde existiriam aproximadamente de 5,06 milhões de animais de estimação domiciliados no Paraná. Os cachorros, presentes em 60,1% dos lares (2,183 milhões de domicílios), são maioria (3,93 milhões). 
ENQUANTO isso os gatos, presentes em 16,4% dos domicílios (597 mil), somariam 1,13 milhão. Os dados levam em consideração a estimativa nacional do IBGE, que identificou em 52,2 milhões a população de cachorros em domicílios brasileiros (média de 1,8 cachorro por domicílio que tem pelo menos um cão) e em 22,1 milhões a população de gatos em domicílio (média de 1,9 gato por domicílio). Estimativas: 1.134.300 e gatos domiciliados e 3.929.400 de cães.
outro estudo, o Projeções da População do IBGE, aponta que haviam no Paraná 2,31 milhões de crianças (0 a 14 anos) em 2018, número este que vem caindo a cada ano – em 2013, quando foi feita a coleta de dados da PNS (que foi divulgada em 2015), haviam 2,38 milhões de jovens com até 14 anos no estado, o que dá o índice de 2,13 cães ou gatos domiciliados para cada uma criança.
LEVANTAMENTO feito pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) mostrou que nos últimos nove anos o Brasil desativou 15,9 mil leitos de internação pediátrica – aqueles destinados a crianças que precisam permanecer no hospital por mais de 24 horas. Segundo a Agência Brasil, dados obtidos no Cadastro Nacional de Estabelecimento de Saúde, mantido pelo Ministério da Saúde, indicam que em 2010 o país dispunha de 48,8 mil leitos no Sistema Único de Saúde. Em 2019, segundo dados relativos ao mês de maio, o número baixou para cerca de 35 mil. 
PESQUISA também mostra que os leitos disponíveis nos planos de saúde ou em unidades privadas caíram em 2.130 no mesmo período, com 19 estados perdendo leitos pediátricos nessa rede. Segundo os dados, os estados das regiões Nordeste e Sudeste foram os que mais sofreram com a redução de leitos de internação no SUS, com 5.314 e 4.279 leitos a menos, respectivamente. Em seguida estão as regiões Sul (2.442 leitos), Centro-Oeste (-1136) e Norte (-643). 
SEGUNDO a presidente da SBP, Luciana Rodrigues Silva, as informações “a queda na qualidade do atendimento tem relação direta com recursos materiais insuficientes. Essa progressiva redução no número de leitos implica obviamente em mais riscos para os pacientes, assim como demonstra o sucateamento que se alastra pela maioria dos serviços de saúde do país”. De acordo com a SBP, levando em conta o número de prematuros que nascem no Brasil (912 por dia), faltam pelo menos 2.657 leitos intensivos neonatais em todo o Brasil, sendo que o ideal seria haver no mínimo quatro leitos para cada grupo de mil nascidos vivos. 
FRASE: Treinador de futebol gosta de ser chamado de professor. Fala sério: Professor que ganha R$ 400 mil? (Smigol, jornalista esportivo brasileiro).

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.