Colunista
DECISÃO do STF que cancelou a transferência do ex-presidente Lula para Tremembé, no interior de São Paulo, foi um “sinal enfático à República de Curitiba”. Segundo análise da jornalista Daniela Lima, que assina a coluna “Painel”, da Folha de S. Paulo, o STF (assim como a Câmara Federal, que se mobilizou para evitar a transferência) respondeu institucionalmente à decisão da juíza Carolina Lebbos. A decisão da juíza, que negou prisão especial para Lula, foi vista como parte de tática da Lava Jato para ofuscar o vazamento de mensagens de procuradores e de Sergio Moro.
SEGUNDO a jornalista o presidente do Supremo, Dias Toffoli, se propôs a sustar a transferência com uma liminar, mas seus colegas, inclusive os dois ministros alinhados à Lava Jato – Edson Fachin e Luís Roberto Barroso – deram apoio para que o caso fosse levado ao plenário. A jornalista conta que, segundo relatos, foi Alexandre de Moraes quem teve a iniciativa de conversar com colegas nos bastidores. Ele teria dito a Toffoli que não seria necessário “desgastar a presidência” com o caso, sinalizando veredito colegiado.
PROJETO que previa a criação de um teto para os gastos com pessoal, condicionando qualquer reajuste salarial ou benefício ao aumento da arrecadação e dos investimentos foi retirado anteontem da pauta da Assembleia Legislativa pelo governo do Estado. A proposta era criticada pelos sindicatos dos servidores para quem, na prática, se aprovada, ela implicaria no congelamento em definitivo dos salários do funcionalismo e no fim da data-base para a reposição anual da categoria. A retirada de pauta do projeto foi um dos itens do acordo entre governo e servidores para o fim da greve deflagrada no último dia 25 e suspensa duas semanas depois.
PARA o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, os homens praticam violência contra mulheres por se sentirem “intimidados” com o “crescente papel” delas na sociedade. A declaração foi feita durante cerimônia de assinatura do “Pacto pela Implementação de Políticas Públicas de Prevenção e Combate à Violência contra as Mulheres”, em Brasília, em comemoração dos 13 anos da entrada em vigor da Lei Maria da Penha. “As mulheres são melhores que os homens. O maior número de crimes violentos é cometido pelos homens e não pelas mulheres. O mundo está mudando e por conta dessa intimidação recorremos à violência para afirmar uma pretensa superioridade que não mais existe”, disse o ministro. 
MINISTRO do STF, Gilmar Mendes, concedeu liminar terça-feira (7) a favor de um pedido do partido Rede Sustentabilidade para impedir que o jornalista estadunidense Glenn Greenwald, do site The Intercept Brasil, que está bagunçando o Brasil, seja investigado e responsabilizado pela “recepção, obtenção ou transmissão” de informações publicadas na imprensa. Greenwald é o diretor do site The Intercept que divulgou supostas mensagens trocadas entre o ex-juiz Sergio Moro e procuradores da Lava Jato por meio do aplicativo Telegram. Para Mendes a liberdade de expressão e de imprensa “não pode ser vilipendiada por atos investigativos dirigidos ao jornalista no exercício regular da sua profissão”.
MAIS uma etapa da Operação Quadro Negro foi cumprida quarta-feira (7) com quatro prisões e 32 buscas e apreensões autorizadas pela Justiça. Em 47 páginas o Ministério Público Estadual (Gaeco) detalhou todos os fatos que apurou que apontavam para a conveniência de lançar mais uma etapa Operação. A Quadro Negro foi deflagrada em 2015 com o objetivo de investigar o desvio de verbas para a construção de escolas no Paraná. Inicialmente envolvia apenas uma empresa construtora, sete escolas e funcionários da secretaria da Educação.
ALÉM dos transtornos causados pela presença do ex-presidente Lula na carceragem da Polícia Federal em Curitiba, o custo para mantê-lo na cela especial é alto: em média R$ 300 mil por mês. Tudo por conta dos cofres públicos. Dias depois de o petista ter sido preso, em abril do ano passado, a PF pediu à juíza Carolina Lebbos a remoção para um estabelecimento prisional “adequado para o cumprimento da pena imposta”. No pedido, a PF mencionou as perspectivas de altos gastos com diárias de policiais, passagens e deslocamento de pessoal de outras unidades. O custo da manutenção de Lula em Curitiba, nos últimos 16 meses, já superou os R$ 4 milhões. Se transferido para presídio de São Paulo, Lula dividiria cela com outros detentos.
MINISTRA da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves receberá o título de Cidadã Benemérita do Paraná na Assembleia Legislativa na próxima segunda-feira (12). A lei foi de concessão do título foi sancionada pelo governador Ratinho Júnior. Na justificativa, é citado o trabalho desenvolvido pela paranaense nascida em Paranaguá ao longo de sua trajetória. Pastora evangélica, ficou nacionalmente conhecida após a divulgação de um vídeo em que dizia ter visto Jesus numa goiabeira. Há duas semanas voltou a ser foco de atenção quando afirmou que, na ilha do Marajó, meninas são estupradas por não usarem calcinha e defendeu a instalação de fábricas de calcinhas para dar emprego e renda para a juventude local. Damares é formada em Direito e Pedagogia.
NO Paraná 18 crianças desaparecem todo mês. O Serviço de Investigação de Crianças Desaparecidas da Polícia Civil do Paraná recebeu 115 comunicados de desparecimentos neste ano. Foram 13 ocorrências em Curitiba, 16 na Região Metropolitana e 86 no restante do Paraná. Os dados foram divulgados pelo órgão ontem. A maioria é de crianças com idade entre 9 a 11 anos, com 77 ocorrências, o equivalente a quase 67% do total registrado. Os dados apontam ainda que 66% dos desaparecimentos de 2019, ou seja, 76 casos, são de meninos. A boa notícia é que o Sicride, que completa 24 anos, resolveu 100% dos casos do 1º semestre deste ano. No ano passado 430 casos foram registrados e todos solucionados. 
ELEIÇÕES de 2020 para escolha de prefeitos e vereadores em todo o país apresentarão uma inovação que está no texto da nova lei eleitoral. Trata-se da proibição de coligações na eleição para vereadores. A coligação de partidos apenas será permitida para a chapa majoritária, de prefeito e vice. Para vereador, é cada um por si. A medida evita que partidos sem ideologias semelhantes se coliguem somente para o fim de conseguir atingir o quociente eleitoral, o que ficou conhecido como ‘efeito Tiririca’. 
MEDIDA vai exigir dos partidos que se estruturem e obtenham votos de eleitores que acreditem nos dogmas da agremiação. Já foi aplicada na eleição de 2018 uma disposição que exige para eleição dos candidatos desempenho mínimo nas urnas. Para se eleger, o candidato deverá atingir 10% dos votos do quociente eleitoral exigido para a referida eleição. Um exemplo: Se temos 10 cadeiras e 100 mil votos válidos, logo o quociente partidário será de 10 mil. Isso quer dizer que a cada 10 mil votos o partido tem direito a uma cadeira. Entretanto só poderão ser eleitos os candidatos que atingirem 10% do quociente eleitoral, que neste exemplo é de no mínimo 1 mil votos para ser eleito.
No caso de Paranavaí, considerando-se o número de eleitores das últimas eleições, só serão eleitos candidatos que obtiverem acima de 600 votos. Isto considerando-se que Paranavaí tinha 60.172 eleitores em 2018 (os números ainda não estão consolidados para as eleições do ano que vem). O quociente eleitoral seria de 6.017 votos para a obtenção de cada vaga pelo partido
FRASE: Um poder que se serve, em vez de servir, é um poder que não serve (Mario Sergio Cortella).

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.