Cotidiano
O Instituto Emater e a Embrapa Soja obtiveram bons resultados no manejo de pragas e doenças nas últimas safras de soja no Paraná.  A redução no uso de agroquímicos chegou a 50% em determinados casos. A perspectiva é melhorar ainda mais os números com o uso de uma nova plataforma web.
De acordo com o gestor estadual do Projeto Grãos da Emater, Edivan Possamai, o Instituto e a Embrapa Soja estão há seis anos trabalhando em conjunto. “Nós temos as unidades de referência que adotam o manejo integrado de pragas. Nelas, o estensionista da Emater segue um protocolo técnico, estabelecido entre pesquisa e estensão, para que o resultado seja positivo”, exclarece Possamai. Segundo ele, nas últimas safras reduziu-se em 50% a aplicação de inseticida nas áreas onde foi realizado o manejo integrado de pragas. “É um resultado bastante expressivo. O agricultor teve uma redução no custo de produção sem perder produtividade, o que aumentou a rentabilidade da lavoura”, salienta o gestor. No manejo integrado de doenças o resultado também foi bom. Nas últimas três safras a redução no uso de fungicidas foi de 35%.

PLATAFORMA
– Para melhorar ainda mais esses números, será desenvolvida uma plataforma web para coleta e análise dos dados do manejo integrado de pragas e doenças na cultura da soja.  “Com essa plataforma o estensionista poderá fazer o lançamento dos dados no sistema para termos informações das pragas e doenças em todo o estado. Isso vai compor um banco de dados para sabermos exatamente a quantidade e o momento certo de realizar as aplicações dos agroquímicos”, explica Possamai. 
Para desenvolver a plataforma web, foi assinado um protocolo de intenção entre Emater, Embrapa Soja, Universidade Tecnológica Federal do Paraná, campi Cornélio Procópio e Dois Vizinhos, e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar). A previsão é de que a plataforma esteja em pleno funcionamento na próxima safra 2019/2020.
O protocolo foi assinado durante o Treinamento Emater 2019 – Atualizações com foco na cultura da soja, finalizado nesta quarta (31) em Londrina. Durante o evento foram apresentados os números do manejo integrado de pragas e doenças e realizadas palestras de atualização, como eficiência dos fungicidas no controle da ferrugem.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.