Cotidiano
O governador Carlos Massa Ratinho Junior recebeu nesta quinta-feira (4) a diretoria do Sistema Ocepar (Organização das Cooperativas do Estado do Paraná) e destacou o desempenho do setor. São investimentos de R$ 2,14 bilhões planejados para 2019 e a marca de 100 mil empregos diretos com carteira assinada no setor. A reunião no Palácio Iguaçu marcou o 97º Dia Internacional do Cooperativismo.
O encontro contou com apresentações sobre o planejamento do Estado na área de infraestrutura para os próximos anos e de linhas de crédito do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE).
O governador pediu que os investimentos planejados para 2019 e para os próximos ciclos tenham como atenção os municípios com menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e que estejam casados com programas que serão lançados nos próximos meses, como o Paraná Mais Empregos – incentivo fiscal e tributário na energia para empresas que optarem por plantas em cidades pequenas – linhas do BRDE com juros menores e da Fomento Paraná para micro e pequenas cooperativas rurais.
“A expansão dos investimentos tem que ser amarrada ao desenvolvimento social. Dentro dos nossos estudos ainda temos 50 cidades muito pobres no Paraná. A ideia é que o cooperativismo possa atrelar a construção de novos empregos nesse mesmo ritmo em regiões onde pequenos investimentos podem mudar uma realidade social”, destacou Ratinho Junior.
Segundo o governador, o Paraná é um Estado de destaque no cenário nacional, principalmente no volume da produção do agronegócio, e isso se deve ao trabalho de décadas das cooperativas. “Estamos muito felizes com esse momento, queremos que as cooperativas cresçam ainda mais e gerem mais empregos. O grande problema do Estado é não ter a velocidade que as cooperativas têm para promover desenvolvimento”, afirmou.
Ele acrescentou que o cooperativismo desenvolve as comunidades do entorno e que isso possibilita dinamismo na economia, acesso a serviços de crédito e saúde, e apoio à formação profissional.
De acordo com o presidente da Ocepar, José Roberto Ricken, a reunião no Palácio Iguaçu reforça a importância do diálogo constante com o governo, além da possibilidade do cooperativismo apresentar suas demandas e receber pedidos estratégicos da administração estadual.
“Ultrapassamos a marca de 100 mil empregos com carteira assinada, então temos um compromisso com o desenvolvimento econômico e social do Estado. O cooperativismo representa uma economia de R$ 85 bilhões ao ano. Essa interação é em benefício do Paraná como um todo”, destacou Ricken.
Nos últimos cinco anos, o setor investiu R$ 11,2 bilhões apenas no Paraná, a maior parte dos recursos destinada à melhoria da atividade produtiva, industrialização, logística de armazenagem e estruturas de serviços e modernização tecnológica. Neste ano, a previsão dos investimentos das cooperativas paranaenses é de R$ 2,14 bilhões nas indústrias de carnes e lácteos (pecuária), processamento de grãos (agrícola), armazenagem e serviços estratégicos. As cooperativas concentram cerca de 65% da produção de grãos e 45% da produção de carnes e lácteos do Estado.
DIA INTERNACIONAL DO COOPERATIVISMO – “Cooperativas em prol do trabalho digno” é o tema do Dia Internacional do Cooperativismo 2019, divulgado pela Aliança Cooperativa Internacional (ACI). No entendimento da entidade, as cooperativas são empresas centradas nas pessoas e se caracterizam pela autogestão e o controle democrático, priorizando o desenvolvimento humano e a justiça social, gerando empregos e promovendo o trabalho em condições dignas em todos os ramos econômicos em que atuam.
Há 97 anos a ACI celebra o Dia do Cooperativismo, definindo a cada edição um tema de reflexão aos cooperativistas. No mundo, o cooperativismo gera 280 milhões de empregos, o equivalente a 10% dos postos de trabalho existentes.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.