Cotidiano
REINALDO SILVA
Considerando os municípios atendidos pelo Núcleo Regional de Educação (NRE) de Paranavaí, nove escolas estaduais estão com as atividades totalmente paradas por causa da greve. Vinte e duas funcionam parcialmente. Seis mantêm as aulas normalmente.
O balanço é da tarde de ontem e mostra como está a adesão ao movimento grevista dos servidores públicos estaduais do Paraná, que hoje chega ao terceiro dia. Os trabalhadores pedem, entre outros pontos, o reajuste salarial pela inflação, acumulado em quatro anos.
Pelos cálculos da APP-Sindicato, a média de participação de professores e funcionários das escolas estaduais do Noroeste do Paraná é de 60% a 70%. “Estamos satisfeitos com o resultado”, disse a secretária de Finanças, Elvira Maria Isabel Jaroskevicz.
De acordo com ela, equipes da entidade sindical têm visitado estabelecimentos de ensino de toda a região. O intuito é incentivar mais profissionais a entrarem para o movimento grevista. Assim, o poder de negociação da categoria com o Governo do Estado será maior.
A greve inclui outros setores do funcionalismo público, por exemplo, saúde e segurança. Em Paranavaí, além dos servidores da educação, participam trabalhadores do Instituto Ambiental do Paraná (IAP), onde 100% dos efetivos decidiram aderir ao movimento.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.