Cotidiano
Dois guineenses que trabalham numa empresa não governamental de apoio à produtores rurais de seu país, participaram da última reunião da ABAM (Associação Brasileira de Produtores de Amido de Mandioca). As boas vindas foram dadas pelo presidente Valter Carloto e pelos diretores Ivo Pierin Júnior e Guido Bankhardt, que também é presidente do Sindicato das Indústrias de Mandioca do Paraná (SIMP).
Carloto disse que esta troca de experiência é importante e mostra que o Brasil está se tornando referência na produção de mandioca. No ano passado, uma comitiva da Tailândia, maior produtor e exportador de amido de mandioca do mundo, esteve na ABAM em reunião dos associados.
O presidente da ABAM disse que esta troca de experiência é mais positiva para os visitantes já que o Brasil está mais avançado. Mas que é importante o intercâmbio e por isso pretende formar uma missão de produtores e agroindustriais para visitar países produtores de raiz e suas agroindústrias no ano que vem.
Toure Mariaye Issa e Diallo Fatoumata Binta, da Frokam Services, ficaram vários dias na cidade. Acompanharam o ranqueamento, participaram da reunião da ABAM e visitaram Dias de Campo da Embrapa em Naviraí, junto com a Copasul, e em Alto Paraná, junto com a Podium Alimentos.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.