Cotidiano
É na cidade de Iretama, a 230km de Londrina, que será realizado o 36º Encontro Estadual de Sericicultura nesta quinta-feira (25). A expectativa é reunir cerca de mil produtores de bicho da seda no encontro que acontece uma vez por ano, sempre em julho, durante a entressafra que dura dois meses por conta do inverno.
Iretama tem 45 produtores, mas já chegou a 120. A soja tomou conta de muitas propriedades, mas a ligação da cidade com a sericicultura é grande, desde o nome usado pelo prefeito, Wilson Bratac, que trabalhou doze anos como técnico da empresa Bratac, a única fiação de seda sobrevivente no ocidente, que tem duas plantas industriais, uma em Londrina e a outra em Bastos, interior de São Paulo. É a primeira vez que o encontro estadual será realizado no município. “É um sonho realizar este encontro em Iretama.  A sericicultura é muito importante na cadeia produtiva do município”, comenta o prefeito Wilson Carlos de Assis (Wilson Bratac).
APOIO – Para realizar o encontro, o deputado Tiago Amaral, a presidente da Associação Brasileira da Seda (Abraseda), Renata Amano, e o prefeito de Iretama estiveram com o secretário da Agricultura e Abastecimento Norberto Ortigara para solicitar apoio para o evento estadual. A reunião em fevereiro garantiu apoio de R$ 40 mil. O encontro, que reúne produtores para um dia de palestras, vai abordar a sustentabilidade nas propriedades, além de oferecer um bom espaço para a troca de experiência entre os produtores e apresentação dos resultados obtidos nas propriedades. O Paraná se destaca como o maior produtor de casulo de seda do País, com 84% da produção, e exporta todo o fio processado no Estado por uma única empresa compradora de casulos que é a Bratac.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.