Artigos
*Thales Aguiar
Caro leitores, o jornalismo nos últimos tempos tem sido tão atacado por muitos políticos e grande parte de uma população ainda desinformada. Desta forma, entendamos que esta é uma profissão que veio de encontro como um dos primeiros campos de estudos acadêmicos no Brasil por volta do ano de 1947, com a primeira Faculdade de Comunicação Social (Cásper Líbero) fundada em São Paulo. O jornalismo é a prática do exercício social da narração de eventos ocorridos do nosso cotidiano. Orienta-se pela relevância desses fatos e o seu público, tem deles o entendimento, a partir das circunstâncias que foram noticiadas pelos canais de comunicação. O propósito do jornalismo é relatar, sobretudo a atualidade, marcada por uma estrutura ou narrativa própria, além de informar a sociedade de maneira sólida, promovendo a cidadania e ativamente ajudando na construção da realidade histórica de uma nação. Sucessivamente em quase tudo que um jornalista relata através da escrita ou da fala, será parte do contexto de vidas de muitas pessoas amanhã.
Quando falamos de jornalismo, nos referimos também aos momentos em que o repórter sai da simples missão de informar e passa a fazer um profundo trabalho científico de análise, podendo assim através de um ofício sério, transformar ou influenciar a direção das diversas estruturas sociais de uma nação. Mas como responder esta pergunta “O que é jornalismo?” Sem falar dos jornalistas? A eles(as) cabem à função de selecionar, relatar e destacar a importância desse cotidiano com clareza, imparcialidade e exatidão, além do papel de denunciar a corrupção e abusos de poderes contra a sociedade, fazendo assim um jornalismo sério e coerente. 
Infelizmente a sociedade brasileira passa por diversas crises, principalmente de caráter e honestidade. Há outros tipos de pseudojornalistas, sem formação acadêmica, que estão virando uma famosa espécie de criadores de estórias, formadores de Fakenews, misturando realidade e imaginação, inventando narrativas e principalmente usando personagens de destaques da sociedade para formular textos meramente plastificados. Aproveitam elementos factuais criando um enredo sensacionalista. Assim, não é necessário sair atrás das fontes, investigar, nem ouvir os lados contraditórios, ficando apenas sentados nas redações de jornais criando declarações fantasiosas.
O verdadeiro Jornalismo é uma corrente que aborda as diversas perspectivas de entendimento da veracidade, muitas vezes, não retratado por conteúdos Fakenews. É dar ao público, respeito e dignidade, prerrogativas estas que ultrapassam as mazelas do comportamento humano. Jornalismo é coisa séria, tem sua responsabilidade, é uma das mais antigas profissões do mundo. É o campo da inteligência participativa disposta a utilidade pública, favorável a denunciar as próprias agressões de sua existência.
*Thales Aguiar é Jornalista e escritor
a-escrita

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.