Cotidiano

Em janeiro de 2020, o Governo de Mato Grosso do Sul deverá anunciar investimentos em infraestrutura. A expectativa é que sejam aplicados recursos na rodovia que liga Porto São João a Taquarussu. A partir de então, será possível concretizar o projeto de construção de uma ponte ligando o Paraná ao Estado vizinho.
Resultado da parceria entre as duas unidades da Federação, a nova rota viária garantirá facilidades para o transporte das produções agrícolas. Isso promoverá desenvolvimento, conforme avaliou o vice-presidente da Federação da Agroindústria do Paraná (Faep), empresário Ivo Pierin Júnior.
Ele e o coordenador da Sociedade Civil Organizada de Paranavaí e do Noroeste do Paraná, Demerval Silvestre, estiveram no Diário do Noroeste. Afirmaram que a construção da ponte unindo Porto São João (MS) a Porto São José (PR) também poderá motivar a duplicação da BR-376 desde Paranavaí até a fronteira entre os dois estados.
De acordo com Pierin Júnior, as mudanças na rodovia paranaense ainda dependem de uma série de trâmites legais. A primeira etapa é a elaboração do Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA), para que os valores da obra sejam incluídos no Plano Nacional Viário (PNV). Segundo Silvestre, será o resultado de parcerias público-privadas.
A duplicação da BR-376 é uma reivindicação antiga da Sociedade Civil Organizada. O grupo, formado por representantes de dezenas de entidades de todo o Noroeste do Paraná, atua na busca por apoio político para a conquista de recursos que resultem em obras voltadas para a promoção do desenvolvimento econômico de toda a região.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.