Cotidiano

Mais de 700 pessoas participaram da abertura da X Conferência Estadual da Criança e do Adolescente, nesta segunda-feira (21). A presidente do Conselho Estadual da Criança e Adolescente (Cedca) e chefe do Departamento de Políticas para Crianças e Adolescentes da Secretaria da Justiça, Família e Trabalho, Ângela Mendonça, abriu o evento e destacou a implantação no Paraná do Orçamento da Criança e do Adolescente. Ela também falou sobre o trabalho da comissão organizadora do evento, que realiza a Conferência online, tornando o Paraná uma referência para todo o País com ações tecnológicas inovadoras.

É a primeira vez que a conferência é realizada online desde a implementação do Estatuto da Criança e do Adolescente em 1990. O evento segue até quinta-feira (24) e discute a Proteção Integral, Diversidade e Enfrentamento das Violências e também como as políticas públicas possam efetivamente ser aplicadas para a garantia dos direitos de crianças e adolescentes.

F/01 –
Durante o evento foi destacada a implantação no Paraná do Orçamento da Criança e do Adolescente.
Foto: SEJUF

REDE – O promotor Olympio de Sá Sotto Maior Neto, do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça do Ministério Público do Paraná, falou sobre a vulnerabilidade aumentada de crianças e adolescentes por causa do isolamento social imposto pela Covid-19. “Ressalto a importância da rede de proteção ativa e atenta para fazer valer o compromisso político, social e ético dos direitos da infância para uma sociedade justa, solidária e ética”, disse ele.

A estudante Maria Eduarda Garcia falou sobre a importância da representatividade nos conselhos de direito e convocou crianças e adolescentes a participarem do processo, como protagonistas e defensores da infância e adolescência.

A palestra magna com o tema Proteção Integral, Diversidade e Enfrentamento das Violências foi proferia pelo procurador do Ministério Público do Paraná, Murillo Digiácomo. Ele abordou a importância da Conferência em ouvir a sociedade na efetivação dos direitos. “Temos que aproximar o debate das comunidades para buscar alternativas na proteção de crianças e adolescentes”, disse ele.

MOBILIZAÇÃO – Promovida pela Secretaria da Justiça, Família e Trabalho e Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente, a X Conferência abre a oportunidade de mobilização da sociedade, das organizações sociais, das famílias, dos agentes estatais, dos meios de comunicação, empresas e, sobretudo, de crianças e adolescentes, para discutir, avaliar e planejar as políticas e os serviços direcionados para as crianças e adolescentes.

Participaram da abertura o secretário de Estado da Educação, Renato Féder; a promotora pública Luciana Linero (Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça da Criança e do Adolescente e da Educação do Ministério Público); Ires Damian Scuzziato, presidente da Comissão Organizadora da X Conferência, e Hélio Candido (Fórum dos Direitos da Criança e do Adolescente do Paraná/Fórum DCA).

PROGRAMAÇÃO –  A programação foi iniciada com o eixo 1 da conferência, com debate sobre o tema Garantia dos Direitos e Políticas Públicas integradas e de Inclusão Social, com participação de Yvy Abbade (diretora da Unilehu – Universidade Livre para a Eficiência Humana e Conselheira do Cedca); e Regina Bley (Departamento de Diversidade e Direitos Humanos da Secretaria de Estado da Educação e do Esporte e Conselheira do Cedca).

Nesta terça-feira (22), a partir das 14h15, será apresentando o eixo 2, com o tema Prevenção e Enfrentamento da Violência contra a criança e o adolescente, com participação de Cecília Heleno (Centro Marista de Defesa da Infância e Conselheira do Cedca) e Rosineide Frez (Departamento de Diversidade e Direitos Humanos da Secretaria de Estado da Educação e do Esporte).

Também na terça (22), a partir das 15 horas será a vez do eixo 3, que vai abordar Garantias dos Direitos e Políticas Públicas Integrais e de Inclusão Social, com a participação de Débora Reis (Centro Marista de Defesa da Infância) e Marcela Evangelista (servidora da Sejuf e Conselheira do Cedca).

Na quarta-feira (23), às 14h15, tem início os debates do eixo 4, que vai desenvolver o tema Participação, Comunicação Social e Protagonismo de Crianças e Adolescentes, com a colaboração de Marcia Paiva (Espemel – Escola Profissional e Social do Menor de Londrina) e do adolescente Lucas Henrique Ultramar Barbosa (delegados nas ultimas conferências estadual e nacional).

O eixo 5 será apresentado também na quarta-feira, a partir das 15h, com debate do tema Espaços de Gestão e Controle Social das Políticas da Criança e do Adolescente, com Rodrigo Bonfim (Hospital Pequeno Príncipe e conselheiro do Cedca) e Sheila Meneguette (Associação dos Amigos do Hospital de Clínicas e Conselheira do Cedca).

Após a apresentação de cada eixo serão escolhidas as propostas a serem encaminhadas para a Conferência Nacional e eleitos os delegados que estarão representando o Paraná. As escolhas serão feitas por votação em sistema online.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.