Cotidiano

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) atendeu 139.454 solicitações para a confecção da carteira de identidade, de 16 de março até 30 de setembro, ou seja, desde quando surgiu a necessidade de isolamento social por conta da pandemia. O foco foram os casos considerados urgentes. Os mais recorrentes são de pessoas que requisitaram o documento para receber auxílio emergencial e demais benefícios.

Das solicitações já atendidas, 101.519 referem-se à 1ª e 2ª vias presenciais e 37.935 à 2ª via rápida, pela internet. Durante o mesmo período foram entregues 143.639 documentos. O número de entregas é superior, pois inclui documentos pedidos mesmo antes da pandemia.

O delegado da PCPR Marcus Vinicius Michelotto reforça que os trabalhos não pararam em nenhum momento. “Todos os paranaenses que necessitaram do RG e comprovaram a emergência do documento foram atendidos”, afirma.
Michelotto destaca que, além das pessoas que necessitavam do RG para receber benefícios do Governo, os cidadãos que precisavam para efetuar negócios, abrir empresas, realizar inventários, entre outros, foram todos atendidos. “Um esforço redobrado dos nossos papiloscopistas, identificadores da prefeitura, Guarda Municipal e Polícia Militar, com quem temos convênio”, diz.

ATENDIMENTO – Os agendamentos pela internet relacionados ao Registro Geral (RG) estão temporariamente suspensos em razão das medidas de prevenção adotadas contra o novo coronavírus. Portanto, os casos tratados como emergenciais são atendidos diretamente nos Postos de Identificação da PCPR, sem a necessidade de agendamento prévio.

CASOS EMERGENCIAIS – Os casos de emissão de RG tratados com urgência são: retirada de medicamentos em farmácia, internação hospitalar, contratação para trabalho, viagem a trabalho ou em situação de saúde, furto ou roubo do documento, para operações financeiras, entre outros.
O cidadão que precise de atendimento deverá comparecer ao Posto de Identificação da PCPR de sua região, obrigatoriamente utilizando máscara e respeitando as recomendações de distanciamento social. Também é necessário apresentar documentos que comprovem a urgência do serviço.

1 comentário em “140 mil pessoas são atendidas durante a pandemia para emissão de RG

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.