Destaque

Estudos municipais viraram propostas que podem ser implementadas. Sugestões envolvem aterro sanitário, condomínio industrial, pavimentação para a balsa, fomento ao agronegócio e modificações no traçado de curva perigosa

Cinco Estudos Básicos de Desenvolvimento Municipal (EBDM) de demandas identificadas em Paranavaí se tornaram propostas para os planos de governo dos candidatos à prefeitura da cidade. As sugestões integram o programa “Agenda Parlamentar – O Paraná em Debate” do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (Crea-PR), apresentado aos prefeituráveis no final de outubro. Desenvolvidos por profissionais especializados das Entidades de Classe parceiras do Conselho, as publicações trazem diagnósticos de problemas e soluções na implantação de políticas públicas no campo das Engenharias, Agronomia e Geociências.
Instrumento de referência para o planejamento da administração pública, os EBDMs seguem a metodologia de elaboração de um plano plurianual de gestão. No Paraná, foram desenvolvidos mais de 200 estudos municipais em diversas áreas, sendo cinco deles para Paranavaí com os temas: Aterro sanitário industrial e de Construção Civil; criação de Condomínio Industrial; pavimentação para a balsa que faz a travessia de Terra Rica a Euclides da Cunha; parceria com apoio técnico para desenvolver o Agronegócio e modificações no traçado da curva na PR-218.
DESENVOLVIMENTO – Os EBDMs de Paranavaí foram desenvolvidos pelo Engenheiro Civil João Artur Casado, inspetor do Crea-PR que contou com a parceria da Associação dos Engenheiros Agrônomos de Paranavaí (AEAP) e Associação Profissional de Engenheiros e Arquitetos de Paranavaí (APEAP). Segundo ele, as pesquisas sobre os pontos mais fracos da cidade resultaram nos cinco estudos. Na Construção Civil, a publicação sugere o fomento de um ambiente propício para o setor com a criação de um Distrito e um aterro industrial. “Isto iria incentivar a instalação de empresas em Paranavaí, bem como a geração de emprego e renda aos moradores. Outro ponto positivo seria a definição de um local para o descarte de entulho de obras, que poderão ser utilizados pelo próprio município para cascalhar as estradas rurais do município”, exemplifica.
CURVA DA PR-218 – Em relação à curva da PR-218, localizada próxima ao GTFoods de Paranavaí, o estudo identificou que no local acontecem inúmeros acidentes com mortes e vítimas graves. “É uma curva fechada, numa baixada, antes de uma ponte, que quando chove se torna perigosa para os motoristas. Muitos caminhões já tombaram lá e a ideia do EBDM é abrir um canal de comunicação com o poder público para resolver o problema. A principal sugestão é a abertura de cadeiras técnicas na prefeitura de Paranavaí, que permitiria que pessoas certas com conhecimentos técnicos necessários assumissem os cargos”, diz.
Para o presidente do Crea-PR, Engenheiro Civil Ricardo Rocha, o programa Agenda Parlamentar 2020 defende os princípios de gestão democrática e de cooperação, além de abrir espaço para fomentar a participação dos profissionais jurisdicionados ao Conselho nas gestões públicas. A ação é direcionada aos poderes Executivo, Legislativo, Judiciário e às lideranças municipais, estaduais e nacionais.
Além dos Estudos Básicos de Desenvolvimento Municipal, o programa Agenda Parlamentar também é composto por 30 Cadernos Técnicos temáticos de diversas áreas, disponíveis para acesso no site: https://agendaparlamentar.crea-pr.org.br.
SOBRE – É responsável pela regulamentação e fiscalização da atuação de profissionais e empresas das áreas da Engenharias, Agronomias e Geociências. Além de regulamentar e fiscalizar, o Crea-PR também promove ações de orientação e valorização profissional por meio de termos de fomentos disponibilizados via Editais de Chamamento. O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná – Crea-PR.
(Assessoria de Imprensa)

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.