Destaque

Aline de Oliveira Silva

Assessoria de Imprensa da Unespar

 

Em sessão realizada na terça-feira (1º), o Conselho Universitário (COU) da Universidade Estadual do Paraná (Unespar) aprovou a criação de três cursos tecnólogos na cidade de Loanda. Os cursos, Agroecologia, Gestão de Turismo e Gestão de Produção Industrial, foram apresentados como demanda à Unespar por intermédio da Superintendência de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná (Seti), em dezembro de 2019.

A demanda pela criação dos cursos por meio da iniciativa do Consórcio Intermunicipal da APA Federal do Noroeste do Paraná (Comafen) que visava à estadualização da Faculdade Intermunicipal do Noroeste do Paraná (Facinor). A partir do comprometimento com a pauta, levantada pela Assembleia Geral de Prefeitos da região, a entidade iniciou uma série de encontros que envolveram órgãos como o Ministério Público do Paraná e a Seti e, após um longo processo de elaboração e revisão, foi entregue à Seti a proposta final de estadualização com a criação de diversos cursos.

Em dezembro de 2019, como devolutiva, a Seti comunicou a inviabilidade da estadualização da Facinor, apresentando, no entanto, uma proposta de instalação de três cursos tecnólogos intermediados por uma instituição de ensino superior já presente no Noroeste, a Unespar. Com a proposta aceita, definiu-se pela participação da Facinor e do Comafen na Comissão de Elaboração dos Planos Políticos Pedagógicos dos novos cursos.

Desde fevereiro deste ano, uma Comissão – formada por docentes da Unespar e representantes da comunidade de Loanda – vinha trabalhando na elaboração dos Projetos Político-Pedagógicos dos Cursos (PPCs), que, após aprovação nos conselhos de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe) e Administração e Finanças (CAD), agora foram aprovados pelo COU.

O processo de construção dos cursos contou com amplo envolvimento da comunidade local. Em março, membros da comissão realizaram visitas técnicas e reuniões com organizações do município e região, como representantes da indústria e do comércio local, produtores rurais, secretários da indústria e turismo das prefeituras da região atendidas pelo Comafen e o Núcleo Regional de Educação de Loanda. As visitas foram de suma importância para escrita dos PPCs dos novos cursos, possibilitando a participação direta da comunidade, tendo como foco as necessidades da região.

De acordo com a pró-reitora de Ensino de Graduação, Maria Simone Novak, o próximo passo no âmbito da Unespar é atender os pareceres do COU que colocam algumas condições para o início dos cursos, trabalho que será realizado pela Comissão. No que se refere aos trâmites com o governo, o processo será enviado para prosseguimento junto à Seti.

Conforme explica Novak, os cursos, que contarão com 40 vagas cada, serão ofertados por meio dos processos seletivos já adotados pela Unespar, assim que o governo os autorizar e der as condições para o seu funcionamento.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.