Destaque

Com 13 casos de dengue registrados em 2021, a Vigilância Sanitária de Porto Rico alerta a população para cuidar dos quintais e obras, eliminando os focos de água parada, ambiente favorável a proliferação do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya.

“A chuva, sol e calor dos últimos dias são fatores propícios para proliferação do mosquito. Vamos todos cuidar dos nossos quintais, mantendo sempre limpo e eliminando os focos de água parada”, destacou a chefe da Vigilância Sanitária, Andréia Crespilho.

Os fiscais da Vigilância Sanitária já registraram 18 notificações de proprietários de imóveis com focos em quitais e obras.

Andréia alerta ainda que a fiscalização está sendo intensificada, em um primeiro momento orientando os moradores, em caso da não eliminação do possível foco de água parada o morador é notificado, se caso for em obra o responsável pela obra irá responder a notificação.

Lembrando que o combate à dengue é tarefa de todos os moradores. A Prefeitura vem realizando o roçado e limpeza de terrenos baldios, serviço cobrado do dono do lote, que antes é notificado para executar a limpeza em prazo estipulado.

A transmissão da dengue e outras doenças acontecem pela picada da fêmea do mosquito Aedes aegypti, que pode adquirir o vírus ao picar uma pessoa infectada. Depois do período de incubação, esse vírus pode ser transmitido para outras pessoas que forem picadas pelo mesmo inseto. (fonte: Ass. Pref. Porto Rico).

 

 

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.