Destaque

Projeção é da Associação Comercial e Empresarial de Paranavaí e leva em conta o mesmo período do ano passado. Data será comemorada neste sábado, 12 de junho

Apesar de modesta, a expectativa é positiva. A Associação Comercial e Empresarial de Paranavaí (Aciap) projeta crescimento de 3% nas vendas para o Dia dos Namorados em relação ao mesmo período do ano passado. Comemorada no dia 12 de junho, portanto, neste sábado, a data marca um importante momento para os lojistas, que já viram o movimento de consumidores aumentar ao longo desta semana e esperam números ainda melhores entre hoje e amanhã.

Na floricultura de Mara Rúbia o ritmo é acelerado: prepara as embalagens, organiza as cestas especiais, monta os buquês de flores. Para rapidamente para conversar com a equipe do Diário do Noroeste. Conta que apesar da falta de produtos para repor os estoques, tem alcançado bons resultados nas vendas. A preferência dos clientes é pelas rosas vermelhas, românticas e perfumadas, mas também é possível comprar bichinhos de pelúcia, cestas de vinhos, arranjos de chocolates. Os preços variam de R$ 25 a R$ 150.

Em uma loja um pouco mais adiante, também na região central de Paranavaí, os porta-retratos, os ursos de pelúcia e as canecas estão no topo da lista de itens mais vendidos para o Dia dos Namorados. Sócia do estabelecimento, Patrícia Koerich projeta superar os números do ano passado e diz que a procura deve ser intensa hoje e amanhã. O público mais frequente está na faixa etária de 15 a 25 anos.

No mesmo ponto comercial, uma história chama a atenção. Quem conta é o vendedor Guilherme Augusto. Sem saber o que escolher para a namorada, o cliente pediu para a sogra comprar o presente e alegou que, sendo mãe, ela conheceria melhor as preferências da filha. O episódio divertido ilustra a heterogeneidade do público: namorados, namoradas e até mesmo sogras.

As prospecções favoráveis seguem o desempenho do comércio de Paranavaí em maio. Segundo o gerente-executivo da Aciap, Carlos Henrique Scarabelli, com menos restrições sanitárias, em razão da pandemia de Covid-19, a primeira quinzena do mês passado foi positiva para o varejo. O retorno do auxílio emergencial repassado pelo Governo Federal e o efeito “Dia das Mães”, celebrado no dia 9, a movimentação foi 7,1% maior do que em 2020, considerando as estatísticas do Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC) da Aciap.

Embora o cenário atual seja crítico para economia local e para a saúde, os empresários têm perspectivas de início de recuperação econômica após a imunização de rebanho, com aproximadamente 75% da população vacinada. Com o anúncio de alguns estímulos do governo, os empresários esperam melhoras nos próximos meses.

Gastronomia – Em contrapartida, as regulamentações legais afetam o segmento gastronômico. Scarabelli relata: “Temos ouvido testemunhos de empresários com muita preocupação. Trata-se de um dos melhores momentos de vendas, mas, em virtude das restrições, o setor vê pouca possibilidade de rentabilizar neste período”.

De acordo com a legislação vigente, de segunda a sexta-feira, a partir das 20h, não são permitidos a venda, a entrega e o consumo de bebidas alcoólicas. A proibição vale para o dia todo aos sábados, domingos e feriados. Além disso, restaurantes, lanchonetes, bares e atividades correlatas seguem com limitação de 50% de ocupação, sem exceder, em qualquer caso, o número máximo de 100 pessoas.

As medidas sanitárias para conter o avanço da pandemia de Covid-19 são resultados de avaliações feitas pelo Comitê de Operação Emergencial (COE) de Paranavaí, com base nas determinações estaduais e nos números de casos, internações e mortes provocadas pela doença no município.

Calendário comercial – Como acontece nos dois primeiros finais de semana de cada mês, o comércio de Paranavaí terá expediente estendido neste sábado. As lojas do Centro e dos bairros abrirão das 9h às 17h. Em virtude das medidas legais para conter a pandemia de Covid-19, não haverá horário diferenciado de funcionamento nesta sexta-feira. Conforme Scarabelli, a Aciap se limitou a realizar campanha institucional de incentivo às compras, levando em conta a impossibilidade de abertura à noite.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.