Destaque

O prefeito Carlos Henrique Rossato Gomes (Delegado KIQ) se reuniu com uma comissão de lojistas na Associação Comercial e Empresarial de Paranavaí (Aciap) e aceitou reavaliar a decoração de Natal, de forma a contemplar também a área comercial da cidade. A ornamentação da cidade deverá ser fruto de uma parceria entre o poder público e a iniciativa privada.

Os varejistas de Paranavaí decidiram não realizar nenhuma campanha de fomento de entrega de cupons para concorrer a prêmios neste Natal, mas investir em decoração. Reclamam que a cidade vem sofrendo evasão de consumidores para Maringá, que fica toda enfeitada em dezembro. Os empresários gostaram da decoração de Natal feita na Praça dos Pioneiros, mas reclamam que ela tirou os consumidores do centro comercial. Por isso resolveram realizar a reunião para discutir o assunto com o prefeito.

No encontro, no começo da noite desta quarta-feira (30), o prefeito KIQ disse que estava lá “mais para ouvir”, já que tinha conhecimento de que os empresários também concordavam com a manutenção da decoração da Praça dos Pioneiros, que agradou a população “Precisamos encontrar uma forma de agradar a população, mas também o comércio da cidade”, disse ele.

O Prefeito justificou que a decisão de concentrar a decoração na Praça dos Pioneiros foi para “causar impacto”, já que aquela mesma decoração, diluída na cidade não teria o mesmo efeito. Citou que a decisão de enfeitar a praça também foi para evitar a evasão de consumidores para Maringá. “A ideia é que as famílias ficassem aqui”, acrescentou. Reconheceu, com base nos argumentos dos empresários, que embora a decoração tenha agradado a comunidade, tirou os consumidores do centro da cidade.

PROPOSTA – Numa primeira reunião para tratar do assunto, na semana anterior, a decoradora paranavaiense Fernanda Freitas aceitou desenvolver uma ideia de decoração para a cidade. Na reunião desta quarta, ela apresentou a proposta, que contempla o aproveitamento das árvores naturais, árvores de metal, bancos e caixas de presentes cenográficos. Para complementar, o tronco das árvores seria revestido com tecidos e ganhariam iluminação colorida. A ideia é que cada quadra tenha uma cor predominante.

Freitas também propôs uma “quadra coberta” – sugeriu a quadra da Prefeitura – onde poderia haver um espaço lúdico para as crianças, apresentações culturais, parque de diversões e eventualmente uma praça de alimentação (food truck). O prefeito, o secretário Carlos Emanuel Rodrigues, do Desenvolvimento Econômico, e os empresários aprovaram a proposta e agora vão estudar meios de viabilizá-la.

Outra possibilidade é o retorno de duas ações que estavam afastadas: a chegada e a instalação da casa do Papai Noel. A Prefeitura havia desistido da ideia por conta da pandemia do novo coronavírus, a Covid-19. Mas o prefeito KIQ ficou de levar o assunto até o COE, o Comitê que avalia e avaliza as ações de combate a pandemia no município, para tentar encontrar uma alternativa.

“Tivemos um alinhamento muito bom, muito legal com a Prefeitura. A reunião foi muito produtiva”, avaliou o gerente da Aciap, Carlos Henrique (Kaká) Scarabelli. Estabelecemos uma relação muito interessante na questão de avançar num trabalho unido em favor de uma decoração natalina”, acrescentou ele.

Na próxima quarta-feira, dia 7, às 7h30, haverá uma nova reunião entre a comissão que representa os lojistas de Paranavaí e técnicos da Prefeitura para tentar viabilizar a logística e o financiamento da decoração natalina e os atrativos. A Comissão está aberta para receber outros empresários que queiram participar das conversas, segundo Scarabelli.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.