Destaque

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) revisou sua previsão para a inflação oficial do país, medida pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), neste ano. Segundo o instituto, a taxa deve fechar o ano em 5,3%.
A estimativa divulgada nesta segunda-feira (24) é superior à previsão anterior, de 4,6%. As informações são da Agência Brasil.
Segundo o Ipea, nos últimos meses houve mudança nos fatores de pressão sobre a inflação brasileira. Atualmente, o principal impacto na alta de preços vem dos itens monitorados, ou seja, produtos como gasolina, gás de botijão e medicamentos.
A previsão de inflação dos monitorados para 2021 subiu de 6,8% para 8% na pesquisa divulgada nesta segunda.
O Ipea também revisou a estimativa para os grupos de bens industriais, de 3,8% para 4,3% em maio, e dos serviços livres, exceto educação, de 3,6% para 4%. A previsão para a inflação dos alimentos em domicílio foi mantida em 5% e da educação em 3,8%.
A previsão para o INPC, que mede a inflação para famílias com renda de até cinco salários mínimos, subiu de 4,3% para 4,7%.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.