COMÉRCIO

A expectativa é que o final de semana e os dias seguintes sejam marcados por resultados mais favoráveis do que os alcançados até agora

As lojas do Centro e dos bairros de Paranavaí têm horário diferenciado de atendimento neste sábado e domingo, das 9h às 17h. Às vésperas do Natal, o calendário especial é atrativo para os consumidores que querem presentear familiares e amigos. De segunda a quarta-feira, o funcionamento será das 9h às 22h. Na quinta-feira, abertura das 9h às 17h.
Mesmo com a possibilidade de estender o expediente, os lojistas registraram redução nas vendas. É o que mostra o levantamento feito pela Associação Comercial e Empresarial de Paranavaí (Aciap), a pedido do Diário do Noroeste. Considerando os dez primeiros dias, contados a partir de 7 de dezembro, houve retração de 7,66% em comparação com o período correspondente de 2019.
O gerente-executivo da Aciap, Carlos Henrique Scarabelli, afirmou que o resultado era esperado, por causa da pandemia de Covid-19. “Acreditávamos que teria uma diminuição [no número de casos positivos] nos últimos dias”, no entanto “o cenário estadual mostra que as UTIs estão bastante ocupadas. As pessoas estão com medo e ficando em casa”.
A expectativa é que o final de semana e os dias seguintes sejam marcados por resultados mais favoráveis do que os alcançados até agora. É que grande parte dos clientes costuma fazer as compras mais perto do Natal.
VENDAS ONLINE – Outra aposta da Aciap está nas vendas online. Na avaliação de Scarabelli, a necessidade de distanciamento social e isolamento domiciliar motivaram as pessoas a fazerem compras online. A modalidade “vai se tornar rotina”. Os consumidores deverão aderir cada vez mais a esse novo formato de negociação.
Pensando nas possibilidades, a entidade está disponibilizando uma plataforma de vendas para os associados. O serviço é gratuito e tem como proposta valorizar e fomentar o comércio de Paranavaí. Até agora, 12 empresas aderiram, mas a Aciap segue com campanha para incorporar novos estabelecimentos.
Scarabelli disse que os lojistas precisam estar preparados para os dois tipos de vendas: presenciais e virtuais. No caso da internet, o gerente-executivo da Aciap explicou que “não é só abrir uma conta no Instagram ou no Facebook e postar fotos, mas oferecer facilidade de comprar em poucos cliques e receber em casa adequadamente”.
Em recente entrevista ao DN, o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Carlos Emanuel Rodrigues, destacou a importância do comércio virtual. “As pessoas precisam comprar, mas não estão saindo de casa”, por isso, “quem estiver preparado vai ter mais sucesso”.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.