Destaque

Infectologista observa que esse aumento progressivo no número de casos se dá pelo relaxamento natural das pessoas com os cuidados básicos

Com o aumento no registro de casos da Covid-19 desde de janeiro, o sistema de saúde de Paranavaí está enfrentando dificuldades. Segundo a médica infectologista da Santa Casa de Paranavaí, Gislaine Erédia, a UTI e a Enfermaria estavam, ontem, com 110% de sua capacidade. Cada setor tem 10 vagas. Foi necessária a utilização de dois leitos extras para acomodar os pacientes.

Gislaine alerta que nos últimos 10 dias a ocupação da Ala Covid-19 se manteve próximo de 90% da capacidade.

A infectologista observa que esse aumento progressivo no número de casos se dá pelo relaxamento natural das pessoas com os cuidados básicos, como usar máscara, manter o distanciamento social e evitar todo o tipo de aglomeração.

Ela afirma ainda que é preciso levar outro fator em consideração, as reuniões em família deveriam ser evitadas nesse momento. Por serem muito próximas, essas pessoas acabam se descuidando e os contatos são inevitáveis como abraços e beijos, situação favorável à disseminação do vírus, um risco para o núcleo familiar. Além das festas clandestinas que são realizadas com frequência, apesar das proibições pelas autoridades, essas aglomerações de jovens têm ajudado e muito para esse cenário de alta nos números de contágio pela Covid-19.

A médica faz um apelo, “para que se mantenham os cuidados básicos e caso você apresente algum sintoma da doença (febre, tosse seca, cansaço ou perda e olfato), procure a unidade de saúde mais próxima”.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.