Destaque

Procurador-geral do Município, Benjamim Marçal Costa explica a origem dos recursos para a aquisição dos imunizantes e aponta outras possibilidades para obter as doses

A empresa responsável pela distribuição internacional da vacina Sputnik V contra a Covid-19 deverá responder, ainda esta semana, a carta de intenções enviada na última sexta-feira (12) pela Prefeitura de Paranavaí, que manifestou interesse em adquirir 100 mil doses. Essa modalidade de negociação garante que o imunizante seja entregue diretamente à Administração Municipal, sem necessidade de intermédio do Governo Federal. O investimento previsto é de R$ 5 milhões.

Benjamim Marçal Costa explica que valor a ser pago pela prefeitura será remanejado de fundos municipais16

O procurador-geral do Município, Benjamim Marçal Costa, explicou que o custo total será dividido entre o poder público e a iniciativa privada. A parte que cabe à Prefeitura de Paranavaí, R$ 2,5 milhões, será remanejada de diferentes fundos municipais, por exemplo, o de Reequipamento do Corpo de Bombeiros e o de Recursos Humanos. Cada um possui finalidades específicas e já conta com projetos em andamento, por isso, os custos serão distribuídos.

O projeto que permite a adequação da aplicação de verbas foi encaminhado à Câmara de Vereadores na semana passada e seria votado, em primeiro turno, na noite de ontem. Hoje, em sessão extraordinária, os parlamentares voltariam a se reunir para a segunda etapa da discussão.

De acordo com o prefeito Carlos Henrique Rossato Gomes (Delegado KIQ), após a análise da proposta feita pela Administração Municipal, a empresa TMT Globalpharm Ltd. enviará o “contrato de compra das vacinas, contendo valores, responsabilidade e prazo de entrega. Depois de assinado o contrato, sendo o produto enviado no prazo, o pagamento é feito no ato de retirada das vacinas no aeroporto”.

A arrecadação dos R$ 2,5 milhões restantes ficará por conta da iniciativa privada, de associações e organizações classistas e da comunidade. Quem quiser aderir à campanha organizada pela Associação Comercial e Empresarial de Paranavaí (Aciap) poderá depositar o valor desejado em uma conta bancária exclusiva ou fazer transferência por pix. A movimentação terá divulgação pela internet em tempo real.

Algumas entidades já começaram a se mobilizar. É o caso da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Subseção de Paranavaí, e da Associação dos Advogados do Noroeste do Paraná (Advog). A Associação Brasileira de Odontologia (ABO), Subseção de Paranavaí, também aderiu à campanha. Até ontem, a categoria tinha arrecadado o equivalente a 230 doses da vacina. A iniciativa tem, ainda, o apoio de empresas do comércio.

ALTERNATIVAS – Além da negociação para a compra direta da Sputnik V, a Prefeitura de Paranavaí integra o consórcio nacional de municípios, grupo que negocia a aquisição de doses de imunizantes contra a Covid-19 de forma independente do Governo Federal. Trata-se de uma iniciativa da Frente Nacional de Prefeitos, que conta com a participação de mais de 2.200 prefeituras. O prazo final para a adesão é 19 de março.

A Administração Municipal também já manifestou interesse em comprar vacinas da Pfeizer/Biontech. Segundo o procurador-geral do Município, o processo ainda está em fase inicial, mas essa possibilidade dá maior segurança no sentido de garantir que Paranavaí tenha doses suficientes para imunizar a população.

Benjamim Marçal Costa informa que todos esses processos correm paralelamente e um não anula o outro. Se, por exemplo, as negociações diretas para a aquisição da Sputnik V tiverem êxito, a Prefeitura de Paranavaí poderá se retirar do consórcio intermunicipal e interromper a compra com a Pfeizer.

VACINAÇÃO – O procurador-geral do Município informou que a aplicação das vacinas seguirá a ordem de prioridades estabelecida pelo Plano Nacional de Imunização (PNI). Por isso, a princípio, a faixa etária considerada não elegível – até 18 anos – não estará incluída no calendário de Paranavaí. Considerando que a prefeitura solicitou 100 mil doses e que cada pessoa terá duas aplicações, o objetivo é garantir a imunização de 50 mil pessoas.

Ao mesmo tempo, a Administração Municipal seguirá com a aplicação de imunizantes enviados a Paranavaí pelo Governo do Estado, a partir do PNI. Até ontem, conforme levantamento da 14ª Regional de Saúde, 5.361 moradores de Paranavaí tinham sido vacinados. Levando em conta a projeção do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para o município em 2020, 88.992 habitantes, a cobertura vacinal representa pouco mais de 6% da população total.

REGIÃO – De acordo com os números da Regional de Saúde, até ontem os 28 municípios do Noroeste do Paraná haviam imunizado 17.149 pessoas contra a Covid-19, cerca de 5% de um universo de 300 mil moradores. Ao todo, foram distribuídas 21.060 doses de imunizantes para as secretarias municipais.

Pensando no trânsito de pessoas entre os municípios da região, a Prefeitura de Paranavaí informou que outros gestores podem aderir às negociações com a distribuidora da Sputnik V. Benjamim Marçal Costa destacou que o lote mínimo é de 100 mil doses, mas essa quantidade está acima da necessidade da maioria das cidades do Noroeste do Paraná, por isso, a sugestão de compra conjunta.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.