Destaque

Construir o Pronto Atendimento (PA) Municipal é a prioridade deste início de gestão em Paraíso do Norte. O destaque é do prefeito Beto Vizzotto, que elenca uma série de ações previstas para os próximos meses. Ele recebeu a reportagem do Diário do Noroeste (DN) nesta semana e falou do momento da cidade.

A projeto do PA está em fase inicial de planejamento. Estão sendo definidos o local da obra e outros detalhes para a formalização do pleito junto à Secretaria de Estado da Saúde (SESA). A secretária de Saúde, Evelin Tanikawa, informa que o documento inicial será apresentado à SESA nesta terça-feira, em Curitiba.

Os deputados estaduais Arilson Chiorato e Tião Medeiros estão apoiando a cidade neste projeto, considerado ainda mais determinante por conta de algumas mudanças no setor de saúde do município devido ao fim do credenciamento de um hospital, conveniado até então.

Vizzoto cita que o município se estrutura para atender a clientela equipando a Unidade de Pronto Atendimento para essa missão. Paraíso do Norte tem ainda três unidades básicas de saúde (UBS). A previsão de investimento total no novo PA é de R$ 2 milhões, incluindo as contrapartidas municipais. O objetivo é que a obra esteja concluída até o ano que vem.

EDUCAÇÃO – O prefeito também falou da Rede Municipal de Educação. Como informa, não há mais fila de vagas para crianças de 6 meses a 3 anos de idade (clientela dos Centros de Educação Infantil). Também não há crianças sem vaga na faixa etária de 4 a 5 anos.

Prefeito pela terceira vez, ele cita que nas gestões de 2009 a 2016 construiu três creches e outra foi edificada na gestão de Laércio de Freitas (2017/2020).

Ainda na educação, o município aguarda uma emenda de R$ 1,3 milhão para a ampliação da Escola Municipal Waigner Beto Pupin, destinada pelo deputado federal Lucianon Ducci.

INÍCIO ATÍPICO – Com a experiência de gestões anteriores, Vizzotto diz que o mandato atual tem características diferentes. Uma delas é que ainda não há orçamento federal, o que veda a liberação de alguns recursos. O deputado Ênio Verri tem uma emenda de R$ 1 milhão para a cidade, ainda sem data para a liberação.

Mesmo diante das dificuldades, o prefeito se mostra otimista. Aponta objetivos nos setores de habitação e assistência social. De forma emergencial, Vizzotto tem canalizado esforços para a assistência social, uma área que se tornou mais carente pelo momento econômico atual, agravado pela pandemia do novo coronavírus.

Ele reforça a importância de toda a comunidade participar do esforço para que a população mais necessitada tenha alimento na mesa. Pessoalmente, contribuiu com seis meses de salários e tem mobilizado a comunidade para que também faça doações dentro das possibilidades.

Embora a cidade tenha indústrias de grande porte, o momento gerou maior desemprego e, por consequência, a necessidade de mais colaboração por parte de todos. “A prioridade é o bem-estar da população. Por isso, o esforço para garantir alimentação e dignidade”, finaliza.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.