Destaque

Durante a cerimônia de inauguração da Base Náutica Trarbach, nesta sexta-feira (11), em Querência do Norte, o secretário de Segurança Pública do Paraná, Coronel Romulo Marinho Soares, afirmou ao Diário do Noroeste que o Estado não permitirá que as prainhas em Porto Rico voltem a ter, novamente, aglomerações de pessoas. O pronunciamento veio depois da repercussão nacional que a cidade teve com a intensa movimentação de turistas no feriado prolongado de 7 de setembro.

Estima-se que mais de 18 mil pessoas tenham visitado Porto Rico, município de 2,5 mil habitantes. A falta de cuidados sanitários para reduzir os riscos de contágio expôs a necessidade de adotar medidas restritivas mais rígidas em prainhas do Noroeste do Paraná.

“No feriado fizemos um planejamento que aumentava o número de policiais no litoral do Paraná. Entretanto, percebemos que as prainhas da região Noroeste foram muito procuradas. Portanto, nos próximos feriados que tiver, vamos focar no Noroeste, mandando mais equipes de segurança para ajudar os prefeitos da região. Algo parecido com o que fizemos na operação verão, quando colocamos bombeiros e a força verde para ajudar. O Governo do Paraná não permitirá que aconteçam, novamente, aglomerações em Porto Rico” enfatizou o secretário.

secretário afirmou que o governo do Paraná vai intensificar a segurança nas prainhas de Porto Rico.

Logo após o grande movimento de turistas em Porto Rico, a Regional de Saúde alertou que essas aglomerações registradas podem resultar em surtos localizados de Covid-19 ao longo dos próximos 15 dias, com aumento de casos e de manifestações mais graves da doença. Além de não respeitarem o distanciamento, as imagens compartilhadas nas redes sociais mostraram que o uso de máscaras no local era inexistente.

SEGURANÇA – O secretário também falou sobre o trabalho de inteligência da Polícia Civil, além da questão do tráfico e contrabando no Estado. “Estamos com duas grandes operações neste mês de setembro. Uma delas é a operação Ágata, que está acontecendo de forma integrada com as forças federais. Por conta dessa parceria, os índices de criminalidade baixaram no Paraná. Também temos uma equipe de inteligência bem qualificada. Por meio deles fazemos operações cirúrgicas. O nosso segredo hoje é: planejamento, integração e inteligência. Essas ações irão se intensificar cada vez mais”, concluiu o secretário.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.