Destaque

Assessoria Prefeitura

Por falta de informações e desatualizações ao sistema, a Vigilância em Saúde (Visa) notificou algumas farmácias de Paranavaí sobre a interdição dos armários de medicamentos controlados. Em dezembro de 2020, a Visa alertou seus farmacistas a respeito da importância da atualização das informações sobre compra e venda de medicamentos controlados ao Sistema Nacional de Gerenciamento de Produtos Controlados (SNGPC). Agora, a Vigilância tem atuado diretamente nas farmácias com a interdição dos armários de medicamentos controlados, os psicotrópicos.

A ação está de acordo com a RDC 27, de 30 de março de 2007, que prevê a obrigatoriedade do credenciamento ao SNGPC e a impossibilidade de o estabelecimento, após os prazos firmados, dar continuidade às atividades com substâncias e medicamentos sujeitos a controle especial sem a adesão ao sistema.

Farmacistas que tiveram seus armários lacrados precisam regularizar a situação e solicitar à Vigilância liberação do serviço.

De acordo com os responsáveis técnicos da Visa, a atuação na fiscalização da Anvisa/Vigilância Municipal deve ser intensificada em fevereiro de 2021. “As vistorias vêm ocorrendo nas farmácias que precisam renovar a licença sanitária, mas a partir do próximo mês, todos os estabelecimentos que comercializam remédios controlados serão fiscalizados”, alerta a fiscal sanitária Giovana Teixeira.

SISTEMA NACIONAL DE GERENCIAMENTO DE PRODUTOS CONTROLADOS – Criado há dois anos com o objetivo de localizar possíveis irregularidades e melhorar a gestão de medicamentos controlados, o SNGPC prevê relatórios online à Anvisa sobre as vendas desse tipo de produto.

A transmissão dos dados de movimentação deve ser realizada em intervalos de no mínimo um e no máximo sete dias consecutivos conforme a RDC Nº. 27, de 30 de março de 2007. Lembrando que o atraso em relação à periodicidade de envio dos arquivos implica em infração sanitária por descumprimento da RDC 27/2007.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.