Amadorismo
Na rodada de domingo, 29, do Campeonato Amador de Futebol da Liga de Loanda, o árbitro paranavaiense Alessandro Maria Cruz (Tato), encerrou o jogo entre Uniflor e Cruzeiro do Sul, por ofensas racistas de um torcedor.
Conforme informações de uma rede de televisão de Maringá, por volta dos 34 minutos do segundo tempo, cansado de ser ofendido pelo torcedor (de Uniflor), com adjetivos racistas (macaco), o árbitro deu por encerrado o jogo que estava acontecendo no Estádio Ananias de Castro Lima, onde o time da casa estava vencendo por 2 a 0. Foi chamado o policiamento e todos foram para a Delegacia Civil, onde foi registrado um boletim de ocorrências. O torcedor pagou fiança de mil reais, mas deverá ser processado. 
Em Paranavaí, Tato (tem 39 anos) além de arbitrar futebol, atua no futsal, futebol suíço, é instrutor da banda musical e fanfarra da Casa da Criança, é estudante de Educação Física e coordenador da Copa Danilo Avelar/Casa da Criança de Futebol Suíço, que está em andamento na quarta edição. Ele atuou em categorias de base do São Lucas e AABB. Jogou na categoria Adulto do São Lucas.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.