Esporte
RIIO DE JANEIRO – No Beira-Rio, os jogadores do Flamengo terão como adversário Paolo Guerrero, atacante do Internacional que defendeu o clube da Gávea até agosto de 2018. 
É a primeira partida do peruano contra o Rubro-Negro e o duelo, pela segunda rodada do Brasileiro, nesta quarta, às 16h.
Willian Arão, que atuou ao lado de Guerrero no Corinthians e no Flamengo, pediu atenção na marcação do ex-parceiro e dos demais atacantes do Inter.
“Não conversei com o Guerrero. Jogamos juntos no Corinthians e aqui. É um grande jogador, temos que marcar firme e não dar espaço. O Rodrigo Caio não joga e, da defesa, é o único que não estava aqui no ano passado. Os demais conhecem bem o Guerrero. Temos que estar atentos com ele e com todo o ataque do Inter, que é bem forte”, analisou o camisa 5.
Defendendo o Flamengo entre julho de 2015 e agosto de 2018, o peruano Paolo Guerrero disputou 115 partidas e marcou 43 gols pelo Rubro-Negro. 
Para reforçar o grupo para esta temporada, a diretoria foi ao mercado e contratou Gabigol e Bruno Henrique. A dupla já marcou 21 gols em 2019. 
Questionado sobre as atuais opções de ataque em comparação com o ex-companheiro, Willian Arão preferiu deixar a resposta para os torcedores.
“O torcedor pode responder. Posso falar que é um grande jogador e grande companheiro. Sabíamos da importância que ele tinha para o time. Hoje temos jogadores com características diferentes”, finalizou o volante Willian Arão. 

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.