Esporte
No domingo, Internacional e Grêmio ficaram no empate em 0 a 0 no primeiro jogo da final do Campeonato Gaúcho. Apesar de nenhuma das redes ter balançado, o clássico foi intenso, ficando marcado por um lance envolvendo o zagueiro argentino Victor Cuesta, do Colorado, e o técnico Renato Gaúcho, do Tricolor.
Ao final do primeiro tempo, o defensor atingiu um jogador do rival no chão mesmo depois de o árbitro Leandro Vuaden já ter marcado falta. Renato, não se controlou e ficou revoltado à beira do gramado. “A malandragem anda comigo. Não sou mais malandro que ninguém, mas não sou otário. Malandro acaba se enrolando”, disse o treinador, que seguiu:
“Mas ali, o Cuesta chutou meu jogador no chão. Foi agressivo. Mas ninguém é mais homem que ninguém. Algumas pessoas se acham malandras, eu não. Não me acho otário. Ele é um grande jogador, um grande zagueiro. Na quarta-feira a gente se encontra de novo”, completou, durante coletiva de imprensa, o comandante tricolor.
Antes disso, Renato também já tinha deixado no ar uma crítica ao lance. “Aquela discussão faz parte do Gre-Nal. Vocês não querem discussão? Se não teve em campo, teve fora. Faz parte, é normal”, explicou o técnico.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.