Esporte
SÃO PAULO – Mais polêmica pela frente no Palmeiras, eliminado das finais do Campeonato Paulista pelo São Paulo. Ontem, o presidente do Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP), entidade ligada à FPF, Antonio Olim, concedeu entrevista e falou em falta de competência do técnico Luiz Felipe Scolari e da diretoria alviverde como motivos da eliminação da equipe palmeirense.
“O problema do Palmeiras não é a instituição. São os dirigentes e o Felipão. Eles têm de jogar futebol e acabou. O que falta ao Palmeiras é competência, força e garra ao time”, afirmou Olim à rádio Jovem Pan.
“Não tenho nada para ouvir deles. Não aguento mais o Palmeiras. Todo dia inventam alguma. Eles sempre precisam arrumar algum Cristo. Ou é a Federação Paulista de Futebol ou o Tribunal”.
Após a queda diante do São Paulo nos pênaltis, no Allianz Parque, o técnico Luiz Felipe Scolari chamou de “farsa” o julgamento do TJD-SP envolvendo o meia Moisés, punido inicialmente com um jogo, depois com quatro. 
O camisa 10 esteve à disposição do treinador graças a um efeito suspensivo concedido pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva). Ele, porém, não entrou em campo.
“O Felipão tem um time que nem precisava colocar esse Moisés. Tem uns 12 Moisés no elenco. Se fosse um time caído e que estivesse vendendo o almoço para comprar o jantar… O Palmeiras é bem maior do que tudo”, finalizou.
MARCOS/POLÊMICA – Não são apenas os torcedores comuns do Palmeiras seguem inconformados com a eliminação do Verdão pelo São Paulo no Campeonato Paulista. Após se manifestar insinuando a existência de jogadores ‘pipoqueiros’ no clube, o ex-goleiro Marcos voltou a se manifestar nas redes sociais.
“Ah, tem uns aí que estão bravinhos comigo, mimimi. Mano, já avisei e aviso de novo, não pago pau para jogador. O Palmeiras está acima de todos, nós passamos. Então, fui cobrado, já cobrei e vou continuar cobrando. É o trampo dos caras e o salário é mensal. O que já fez eu agradeço, mas, se acomodar, xingo mesmo. Não tinha rabo preso quando jogava, hoje, menos ainda! Fui!”, escreveu o ídolo palestrino.
O time comandado por Luis Felipe Scolari acabou caindo nos pênaltis depois de dois empates por 0 a 0 com o São Paulo na semifinal do Campeonato Paulista. E chamou atenção o fato de Dudu e Felipe Melo não terem se apresentado para cobrar nenhuma das seis penalidades da equipe.
Felipão admitiu, durante entrevista coletiva, que fez uma troca em sua lista original de batedores de pênaltis, mas não revelou os nomes envolvidos. 
Não foram para o desafio na marca da cal: Fernando Prass, Mayke, Felipe Melo, Deyverson e Dudu. E como foram substituídos em meio ao decorrer da partida, Victor Luis e Gustavo Scarpa ficaram impossibilitados de participar.
O Palmeiras segue sem conquistar o Campeonato Paulista – a última vez foi em 2008, quando eliminou na semifinal justamente o São Paulo. Marcos estava no gol naquele título, seu último com a camisa alviverde.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.