Esporte
SÃO PAULO – Quem vê Gustavo Scarpa falando percebe que se trata de um jogador diferente dos demais. Discreto, tímido, facilidade para expressar as ideias e extremamente esclarecido. Em sua melhor fase desde que chegou ao clube, o meia reforçou que não gosta dos holofotes, e revelou seu afastamento das redes sociais, com o objetivo de focar em atividades mais construtivas.
Em entrevista ao site oficial da Copa Libertadores, Scarpa disse o quanto essas mídias podem ser nocivas para o relacionamento das pessoas nos tempos atuais, apesar de reconhecer suas vantagens.
“Eu tenho me policiado bastante, porque acaba afastando as pessoas que a gente tem perto. Aproxima quem está longe, mas afasta quem está perto”, afirmou o camisa 14 do Verdão. 
Para ele, o tempo perdido nessas redes sociais pode ser utilizado em outras atividades mais produtivas, que é exatamente o que ele tem tentado fazer: otimizando o tempo e usando o telefone para as demandas mais importantes.
“O fato de eu começar a ler bastante tem me ajudado muito, porque eu começo a fazer apenas o essencial no celular, conversar com os familiares, com os amigos, resolver alguns negócios que são importante, mas acabo perdendo menos tempo vendo coisas nada a ver, ou só vendo as coisas no Instagram”, contou.
Outra decisão em relação a esse afastamento foi deixar de seguir muitas pessoas nas redes sociais, o que ele também avaliou como fator importante nesse processo e entende que seja um problema de outros cidadãos.
“Eu parei de seguir todo mundo para me ajudar nisso, então acho importante a gente se policiar, porque a sociedade tem perdido muito tempo nisso, eu já perdi muito, mas graças a Deus estou me desapegando”, concluiu.
Com Scarpa à disposição, o Palmeiras volta a campo neste domingo, às 19h, para enfrentar o Fortaleza, no Allianz Parque, pela 1ª Rodada do Brasileirão.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.