Esporte
VALDINEI FEITOSA
A torcida não tem comparecido em grande número ao Estádio Waldemiro Wagner, mas quem vai começou a protestar pelo fraco desempenho do Atlético de Paranavaí. O Vermelhinho perdeu domingo em casa, 4×0 para o PSTC, e provocou a ira da torcida, que vaiou os jogadores e protestou ao final do jogo.
Com a nova derrota, a segunda consecutiva por 4×0, o time de Paranavaí se complica no Paranaense da 2ª Divisão, podendo ficar fora da segunda fase, o que será uma vergonha. De 10 times, 8 avançam. O clube de Paranavaí está na pauta de julgamento do TJF, hoje, podendo ser punido com a perda de pontos, acusado de utilizar jogador irregular na primeira rodada.
A DERROTA – A partida de domingo à tarde mostrou um desempenho fraco dos dois times na primeira etapa. No segundo tempo, o PSTC foi mais dinâmico e construiu a goleada com facilidade.
Então vieram as vaias e o protesto dos torcedores. O zagueiro Hiago acusou que “alguns torcedores” estão indo ao Estádio “apenas pra falar o que não sabem e ofender os jogadores. Eu sou de Paranavaí e fiquei chateado. Podemos virar toda essa situação, e não vamos desistir”, afirmou.
Para o meia Welker, vai haver cobrança em todos os jogos, principalmente dentro de casa. “Com esse placar, tem que haver cobrança sim, estão certos, mas eles (os torcedores) têm que ver o nosso lado também. Querem ver um bom futebol mas não sabem o que nós estamos passando aqui dentro. No segundo tempo nosso time foi bem inferior, faltou força, faltou tudo”. 
A declaração de Welker pode ser uma critica ao condicionamento físico, já que ele saiu de campo exausto. “Só atuar na força e na raça, não conseguiremos”, acrescentou.
SITUAÇÃO COMPLICADA – “É uma situação que não esperava, complicada e chata, o torcedor tem direito de cobrar, falar, mas não pode agredir o atleta com palavras”. Assim, falou à reportagem do Diário do Noroeste ao investidor e diretor de Futebol, Adriano Kanaã, sobre a situação do time e o protestos dos torcedores ao final do jogo de domingo.
“Derrota acontece, ainda temos chances de recuperar, vamos ganhar em casa do Iraty e do Rolândia (fora). Já provamos que temos condições, porque não podemos vencer, então não vejo problema”, afirmou.
Sobre a derrota, o dirigente afirmou que o elenco “está vindo de uma maratona de jogos muito pesados, jogos difíceis, isso tudo pesa e a perna fica pesada. O elenco sentiu”, disse Kanaã, para quem o Vermelhinho criou situações de gols. “É a velha história no futebol, quem não faz, leva”.
JOGO AMANHÃ – O Atlético de Paranavaí volta a jogar em casa, nesta quarta-feira (feriado), contra o Iraty, que ainda não somou pontos no Paranaense da 2ª Divisão. 
“Não podemos menosprezar o Iraty, temos que entrar com vontade. Agora é esfriar a cabeça, ganhar na quarta e no domingo buscar a classificação em Rolândia”, disse Kanaã. (Colaborou: José Carlos Avelar)
FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO DE PARANAVAÍ 0x4 PSTC
7ª rodada do Paranaense da 2ª Divisão. Data: 28/04/2019. Local: Estádio Dr. Waldemiro Wagner, em Paranavaí. Gols: Piraju aos 37 min. do 1º tempo. Jerônimo aos 15 min., Mateus aos 37 min. e Grafite aos 41 minutos do 2º tempo. Cartão amarelo: Nathan, Léo Assis e Asa (ACP), Everaldo, Lucas, Patrick e Grafite (PSTC). Árbitro: Gueller Castro dos Santos. Assistentes: Alessandro Michel de Oliveira e Evanderson Rodrigues Florêncio. Delegado – Otávio César Landim. Público pagante: 163. Total: 321. Renda R$ 1.630,00.
EQUIPES:
PARANAVAÍ: Guilherme; Alan (Pará), Fabrício, Hiago e Fabinho (Menghini); Asa, Nathan, Diego e Welker (Tche Tche); Léo Assis e Alex. Técnico: Marcos Melo.
PSTC: Jefferson; Everaldo, Vitor, Hurtado e Elivelton; Lucas, Jerônimo (Lucas Lourenço), Mateus (Lucas Otávio) e Patrick (Walace); Piraju e Grafite. Técnico – José Reginaldo Vital.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.