Local
Mais de mil alunos dos 3ºs anos da rede municipal de ensino vão participar, até o fim do ano, do Programa Pare e Separe, elaborado e desenvolvido pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente, em parceria com a Transresíduos (empresa responsável pela coleta de lixo em Paranavaí) e a Secretaria Municipal de Educação. 
Toda terça-feira, um engenheiro ambiental faz uma palestra e uma visita técnica ao Aterro Sanitário junto com os alunos para falar sobre a importância da separação do lixo. Ao todo, 39 turmas de todas as escolas municipais vão participar do cronograma de palestras e visitas até o mês de novembro.
“A ideia é mostrar para as crianças para onde vai o lixo produzido todos os dias em nossa cidade. No Aterro Sanitário, eles conseguem ter uma noção melhor da quantidade de lixo que é coletado e de como a separação dos materiais ainda é muito deficitária em Paranavaí. Em poucos minutos, os próprios alunos identificam muito material reciclável que não deveria estar no Aterro. Além disso, eles podem conhecer as lagoas de tratamento do chorume produzido por todo aquele lixo armazenado”, explica o diretor de Meio Ambiente, Murilo Rizzato.
Segundo o engenheiro ambiental da empresa Transresíduos, Douglas Gimenes Gauna, o município de Paranavaí gera mais de 2 mil toneladas (2 milhões de quilos) de lixo por mês – pouco mais de 1.800 toneladas de lixo orgânico e rejeitos, que devem ser destinados ao Aterro Sanitário, e 240 toneladas de lixo reciclável. 
“O problema é que as pessoas não separam o lixo corretamente em casa e, com isso, muito do lixo reciclável  vai parar no Aterro Sanitário. Se o lixo reciclável não vai para a cooperativa, ele está sendo destinado para o lugar errado e pode causar grandes danos ambientais. Além disso, as famílias da Coopervaí deixam de ter renda com este material que não chega lá para eles separarem e venderem. Para tudo isso funcionar bem, só depende de nós”, enfatizou Douglas Gimenes Gauna.
A primeira escola a enviar alunos para a visita ao Aterro Sanitário e para a palestra educativa na última terça-feira (9) foi a Escola Municipal Ayrton Senna da Silva – CAIC, com a participação de 47 alunos dos 3ºs anos A e B. E a iniciativa foi aprovada pelas crianças e pela equipe pedagógica. 
“É um trabalho muito importante e que ajuda também no desenvolvimento dos conteúdos pedagógicos em sala de aula. As crianças poderem ver as situações de perto, faz muita diferença. Eles compreendem a dimensão do problema e se envolvem muito mais com o assunto. Além disso, as crianças influenciam os adultos da família, da vizinhança e os amigos, cobrando mesmo uma mudança de atitude a favor do meio ambiente e da nossa vida em comunidade”, avaliaram as professoras.
Ainda neste mês de abril, outras cinco turmas de 3º das escolas Edith Ebiner Eckert e Cecília Meireles, vão participar das palestras e visitas técnicas ao Aterro Sanitário nas terças-feiras. (Ass./Pref.)

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.