Local
Da Redação
De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), índices inferiores a 60% não são adequados para a saúde humana. Mesmo assim, os dias têm sido de baixa umidade relativa do ar em municípios do Noroeste do Paraná. Na tarde de ontem, por exemplo, o Simepar registrou 18% em Paranavaí. 
O percentual revela estado de alerta e expõe a necessidade de uma série de cuidados: suprimir exercícios físicos e trabalhos ao ar livre entre 10 e 16 horas, evitar aglomerações em ambientes fechados, usar soro fisiológico para olhos e narinas, consumir água, furtas, legume e verduras e evitar alimentos gordurosos.
Também é necessário adequar os ambientes internos, no intuito de amenizar os efeitos do ar seco. O primeiro passo é abrir portas e janelas para a circulação de ar. Mantenha os cômodos limpos e sem a presença de objetos que acumulem poeira: cortinas, carpetes e bichos de pelúcia. Utilize toalhas molhadas e bacias com água para deixar o espaço umidificado.
A umidade relativa do ar diz respeito à quantidade de água na forma de vapor existente na atmosfera. O percentual normalmente é mais baixo no final do inverno e no início da primavera, condição que pode provocar complicações respiratórias devido ao ressecamento de mucosas, sangramento pelo nariz, ressecamento da pele e irritação dos olhos.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.