Local
REINALDO SILVA
Começa na segunda-feira (18) mais uma etapa da campanha de intensificação da vacinação contra o sarampo. Desta vez, o público-alvo é formado por pessoas de 20 a 29 anos de idade. A mobilização se estenderá até o dia 30, tempo para que as pessoas se dirijam às unidades básicas de saúde e sejam imunizadas.
De acordo com a 14ª Regional de Saúde, o desafio é alcançar todas as pessoas nessa faixa etária. A procura pela vacina está abaixo do esperado, mesmo com o crescimento rápido do número de casos de sarampo em todo o Paraná. Já são 1.148 notificações de pacientes com sintomas e 368 confirmações da doença. 195 pacientes têm idades entre 20 e 29 anos.
Um dos problemas identificados pela Regional de Saúde é a propagação de notícias falsas pelo movimento antivacina, segundo o qual as pessoas não devem ser imunizadas porque correm o risco de contrair doenças. O contrassenso é rebatido pela Regional de Saúde: vacinas protegem contra doenças.
A vacina contra o sarampo faz parte da rotina de imunização, ou seja, as doses estão disponíveis para toda a população durante o ano todo. Significa que não precisa estar na faixa etária estipulada pelo Ministério da Saúde para receber a proteção contra a doença. 
O sarampo é altamente contagioso e pode provocar uma série de complicações, por exemplo, otites, infecções respiratórias e doenças neurológicas, havendo o risco de deixar sequelas: surdez, cegueira, retardo do crescimento e redução da capacidade mental. Além disso, o sarampo pode levar o paciente à morte.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.