Local
REINALDO SILVA
No banheiro, na cozinha ou no quintal de casa. O uso de equipamentos energizados em ambientes com água é comum e pode provocar acidentes. “Água conduz eletricidade”, explicou o aspirante do Corpo de Bombeiros de Paranavaí Victor Kamei Kay. 
No corpo humano, a corrente elétrica pode alterar o funcionamento dos órgãos, provocando espasmos musculares. Se chega ao coração, causa parada cardíaca, levando à morte a pessoa que recebeu a descarga.
Por isso, é necessário tomar alguns cuidados. O primeiro e mais importante é evitar o uso de equipamentos elétricos perto da água. Verifique se há fios desencapados e faça os devidos reparos. Se o equipamento cair na água, não tente pegá-lo enquanto estiver conectado à energia elétrica.
Kamei Kay afirmou que se o aparelho entrar em contato com a água enquanto estiver ligado, é preciso desligar o disjuntor e, então, retirar o equipamento da tomada. Depois, é importante levar até um profissional técnico, para que faça as verificações necessárias e certifique que não há riscos de acidentes.
Se uma pessoa recebe descarga elétrica, não deve ser tocada. Para tentar afastá-la, utilize materiais de madeira ou borracha, que não conduzem energia. Se houver parada cardiorrespiratória, entre em contato com o Corpo de Bombeiros (193) ou com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu – 192). 
OUTROS CUIDADOS – O bombeiro de Paranavaí também alertou a respeito da sobrecarga de energia em um único ponto. Acontece quando são utilizados muitos equipamentos em adaptadores, tipo T, ou nos filtros de linha. A prática pode resultar em curto circuito e provocar incêndio.
Kamei Kay chamou a atenção para os cuidados que devem ser dispensados às crianças: não deixar que brinquem com objetos de metais (garfos e facas, por exemplo), perto das tomadas. Metais também são condutores de energia elétrica.
Sobre os plugs de tomadas com três pinos, o bombeiro destacou que não devem ser cortados. “O terceiro pino é o terra, para não causa a descarga elétrica.” De acordo com Kamei Kay, é mais seguro comprar o adaptador de tomada. 
ACIDENTES – Segundo o anuário da Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade (Abracopel), os casos de acidentes e mortes relacionados à energia elétrica aumentaram em mais de 100% no Brasil. Em 2018, foram 1.424 acidentes elétricos, com 61 mortes em incêndios derivados de curto circuito.
EM PARANAVAÍ – Na noite de sábado (17), uma mulher de 34 anos de idade morreu em Paranavaí, vítima de uma descarga elétrica. Ela utilizava um secador de cabelo para enxugar um cachorro após dar banho no animal. O secador estaria com o fio descascado. O equipamento entrou em contato com a água, provocando a corrente de energia. 
O Samu foi chamado e tentou reanimar a vítima por aproximadamente uma hora, mas ela não sobreviveu. A vítima foi sepultada anteontem no final da tarde.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.