Local
REINALDO SILVA
Até o dia 4 de julho, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) havia confirmado 353 casos de gripe provocada pelo vírus Influenza. 74 pessoas morreram em todo o Paraná. O maior número de registros é do tipo viral A (H1N1): 315 casos positivos e 65 óbitos. 
As síndromes respiratórias agudas graves causadas pelo vírus A (H1N1) foram responsáveis por oito casos de internações em Paranavaí. Quatro pessoas morreram.
De acordo com informações da 14ª Regional de Saúde, o número de atendimentos hospitalares motivados por problemas respiratórios aumentou nas últimas semanas. Primeiro por causa do longo período de estiagem. Depois, a queda brusca de temperatura.
As orientações para evitar o contágio passam, principalmente, pelos cuidados com a higiene pessoal. É importante lavar sempre as mãos com água e sabão ou utilizar álcool em gel.
Na hora de tossir ou espirrar, é necessário utilizar lenços, preferencialmente de papel. Se não for possível, a recomendação é dobrar o braço em frente ao rosto proteger com região do cotovelo. Nunca usar as mãos.
Outra medida que ajuda a evitar o contágio por vírus da gripe é manter os ambientes bem ventilados, com portas e janelas abertas. Nas escolas, o cuidado deve ser com o compartilhamento de copos, talheres e brinquedos.
Deve-se buscar atendimento médico quando houver os seguintes sintomas: calafrios, mal-estar, cefaleia, mialgia, dor de garganta, artralgia, prostração, rinorreia e tosse seca. Podem aparecer, também, diarreia, vômito, fadiga e rouquidão.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.