Local
REINALDO SILVA
O boletim semanal da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) revela que mais um município do Noroeste do Paraná atingiu índice de epidemia de dengue, Terra Rica. Estão na mesma situação Amaporã, Cruzeiro do Sul, Loanda, Nova Londrina, Paranapoema, Paranavaí, Porto Rico, Santa Isabel do Ivaí e São Carlos do Ivaí.
As informações da Sesa, atualizadas na semana passada, apontam para 1.578 casos confirmados da doença em toda a região, com três mortes. Porém, números mais recentes dão dimensões mais preocupantes ao cenário. 
Para se ter uma ideia, Paranavaí aparece com 369 casos positivos no boletim estadual. Já os números da Vigilância em Saúde, em âmbito municipal, indicavam que até o final da tarde de terça-feira eram 803 confirmações e 344 exames laboratoriais em andamento.
Na segunda-feira (8), as equipes de controle de endemias iniciaram mais um Levantamento de Índice Rápido para Aedes aegypti (Lira), nos bairros de Paranavaí. O trabalho revelará quais são os percentuais de infestação na cidade e onde estão os pontos mais vulneráveis.
A partir do Lira, será possível à Administração Municipal traçar estratégias de combate ao mosquito transmissor da dengue, com a eliminação de criadouros de larvas do inseto, que também é responsável pela transmissão de zika, chicungunya e febre amarela. O resultado do levantamento deverá ser divulgado na sexta-feira (12).
NO ESTADO – De acordo com o boletim da Sesa, o Paraná soma 18.779 casos positivos de dengue, com 21 mortes provocadas pela doença. Os óbitos foram registrados nas seguintes regionais: Foz do Iguaçu (dois), Cascavel (quatro), Paranavaí (três), Maringá (dois), Londrina (nove) e Cornélio Procópio (um).

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.