Local
REINALDO SILVA
Será inaugurada no dia 28 de junho a Usina Fotovoltaica de Paranavaí. Equipada com 6.200 placas solares e com capacidade para produzir 263 mil quilowatts por mês, energia suficiente para suprir 100% do consumo do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR).
É o maior empreendimento de geração de energia solar de um órgão público brasileiro. A obra da Justiça Eleitoral do Paraná, iniciada em janeiro de 2018, teve custo total de R$ 9,6 milhões. 60% foram financiados com recursos próprios. O restante, a partir de emendas da bancada parlamentar do estado.
O terreno de 28 mil metros quadrados foi doado pela Prefeitura de Paranavaí e está situado a menos de um quilômetro da estação da Copel. Toda a produção será enviada para a Companhia Paranaense de Energia e o valor será abatido do consumo mensal do tribunal. Com isso, em cerca de três anos o empreendimento estará pago. 
Diretor-geral do TRE-PR, Valcir Mombach, destacou a importância de investir na construção de uma usina que garantirá a geração de energia limpa e renovável. Além disso, o empreendimento terá quase nenhum custo de manutenção e garantia de 30 anos
Ele reiterou: “Trata-se de uma grande economia para os cofres públicos. Vamos zerar os gastos com conta de luz em todo o estado, incluindo os 153 fóruns eleitorais e a sede da Justiça Eleitoral em Curitiba”.
Paranavaí foi a cidade escolhida para a instalação da usina porque reúne as melhores condições de incidência de raios solares em todo o Paraná, tornando-se o local ideal para a produção de energia fotovoltaica.
INAUGURAÇÃO – A solenidade oficial do dia 28 de junho marcará o início efetivo das atividades na Usina Fotovoltaica de Paranavaí. O evento terá a presença do presidente do TRE-PR, desembargador Gilberto Ferreira, e contará com a participação de presidentes e diretores-gerais de órgãos do judiciário, parlamentares, magistrados e chefes do executivo.
Confirmaram presença: Eloisa Helena Machado, procuradora regional eleitoral; Tião Medeiros e Paulo Rogerio do Carmo, deputados estaduais; Diego Garcia, deputado federal; Marilene Bonzanini, presidente do TRE do Rio Grande do Sul; Carlos Eduardo Cauduro Padi, do TRE de São Paulo; Jucimar Novochaldo e Luiz Taro Oyama, desembargadores do TJ-PR; e Alberto Jorge Xisto Pereira, presidente do TJ-PR; entre outras autoridades.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.