Local
REINALDO SILVA
Em assembleia realizada no mês passado, empregados do comércio de Paranavaí definiram o valor do reajuste salarial a ser reivindicado junto aos lojistas: 8%. A contraproposta dos empresários, para abrir as negociações entre as duas categorias, deverá se basear no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), 4,78%.
De acordo com o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Paranavaí (Sivapar), Edivaldo Cavalcante, outros assuntos estarão em pauta na assembleia a ser realizada na manhã de segunda-feira (10). A ideia é promover um debate sobre os itens que estarão na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT).
Cavalcante chamou a atenção para a elaboração do calendário comercial, que estabelece dias e horários para a abertura das lojas. Segundo ele, algumas mudanças deverão ser discutidas durante a assembleia, uma delas diz respeito aos sábados com expediente das 9 às 17 horas.
Atualmente, o horário estendido é praticado nos dois primeiros finais de semana do mês. O que se pretende discutir é que há ocasiões em que as lojas permanecem abertas, mas o movimento de clientes e o volume de vendas não são satisfatórios, principalmente quando o primeiro sábado do mês é antes do dia de pagamento.
CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO – A CCT é o documento que estabelece as regras para as relações trabalhistas no comércio. Aponta, por exemplo, como deve ser a remuneração dos funcionários, as bonificações, a divisão das férias e os horários de descanso.
A partir da assembleia realizada no mês passado pelo Sindicato dos Empregados no Comércio de Paranavaí (Sindoscom), os lojistas avaliam cada item do rol de reivindicações e apresentam as contrapropostas. Abrem-se, então, as negociações entre as duas entidades sindicais, até que cheguem a um consenso e concluam a Convenção Coletiva, que terá validade até 31 de maio de 2020.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.