Local
REINALDO SILVA
As obras de duplicação da BR-376, entre Nova Esperança e Paranavaí, deverão ser concluídas até o final deste ano, conforme projeção feita pela Viapar, concessionária responsável pela execução dos serviços e que administra o trecho da rodovia.
Os trabalhos tiveram início em dezembro de 2015, dias depois de o então governador do Paraná, Beto Richa, anunciar a liberação de recursos para a ampliação. A expectativa era concluir as obras até 2017, mas uma série de alterações no projeto provocou a ampliação do prazo.
De acordo com a Viapar, 98% da obra já foi concluída. Dos 135,2 quilômetros de duplicação, 134,7 já estão liberados para o tráfego, considerando as pistas principais e as marginais. Por enquanto, a concessionária trabalha em obras de drenagem fora dos limites da rodovia.
Os trabalhos de drenagem incluem dois pontos, quais sejam, o quilômetro 102 e o quilômetro 105. Neste último, que dá acesso ao Jardim Oásis, a obra é requisito para a construção do viaduto previsto no projeto. Com isso, a duplicação da BR-376, entre Nova Esperança e Paranavaí, será totalmente concluída.
A Viapar informou que as questões judiciais envolvendo o preço do pedágio cobrado dos motoristas interferiram no andamento das obras, “mas foram mitigadas pela concessionária, de forma que o prazo de conclusão permaneceu o mesmo”.
Estão sendo investidos R$ 299 milhões, em valores corrigidos. A previsão inicial era de que as obras custariam R$ 210 milhões. 

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.