Local
REINALDO SILVA
Depois de dois meses seguidos de resultados negativos, Paranavaí voltou a registrar mais contratações do que demissões. É o que mostra o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) referentes a maio. Ao logo do período 760 trabalhadores foram admitidos e 676 desligados. Saldo de 84.
Em abril, as empresas de Paranavaí haviam demitido 43 pessoas a mais em relação às contratações. Durante março, saldo de -152. Considerando os cinco primeiros meses de 2019, foram 4.041 novos postos de trabalho e 4.012 desocupações (saldo de 29). No acumulado de 12 meses, 279 admissões a mais do que demissões.
Na comparação com outros municípios paranaenses, Paranavaí ficou à frente de Umuarama, que teve saldo de -53 empregos em maio, Cianorte, com -86, e Londrina, com -134. Em contrapartida, ficou atrás de Campo Mourão (122), Maringá (349) e Curitiba (464).
PARANÁ – De acordo com os números do Caged, maio também foi de resultado positivo para o Paraná. Os resultados de todo o estado mostram que foram criados 99.461 postos de trabalho com carteira assinada, contra 98.030 desocupações. Saldo de 1.431.
O setor que mais gerou emprego no Paraná durante o mês passado foi a construção civil: 2.355. Em segundo lugar aparecem os serviços, com 1.369 admissões a mais do que desligamentos. O pior resultado foi do comércio, que teve saldo de -896 em todo o estado.
BRASIL – Ainda segundo os dados do Caged, o Brasil teve desempenho favorável em maio. Foram 1.347.304 contratações e 1.315.164 demissões. Saldo de 32.140. Os setores de maior destaque foram agropecuária e construção civil, responsáveis por criar 37.373 e 8.459 postos de trabalho, respectivamente. O pior resultado foi registrado no comércio: -11.305.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.