Local
O Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) promoveu o IV Seminário do BPRv. Os 56 comandantes dos postos rodoviários de todo o Estado participaram das atividades no auditório do Departamento de Estradas e Rodagens (DER). As palestras tiveram temas diferenciados para abordar as ações desenvolvidas pelos policiais nas rodovias.
Segundo o comandante do BPRv, tenente-coronel Olavo Vianei, foram tratados temas importantes que abrangem parte da complexidade de fiscalização do trânsito viário. “Todos os comandantes de postos levarão mais conhecimento para suas cidades na condição de multiplicadores para melhorar o trabalho prestado pelo Batalhão de Polícia Rodoviária nos 12 mil quilômetros de rodovias estaduais que temos no Paraná”, destacou.
As palestras incluíram questões de engenharia de tráfego e segurança viária. De acordo com o subcomandante do BPRv, major Marcio Machado, a ideia do evento foi trazer profissionais de outras áreas para que passem técnicas para toda a tropa da unidade. “São temas que envolvem a questão de engenharia de tráfego, barreiras, obstáculos, pavimentação, e também questões de atendimento a acidentes e situações de traumas”, explicou o major.
O policial militar rodoviário sargento Edson Bottini assistiu a palestras nesse ano e também em 2018. “São palestras que agregam bastante conhecimento nas questões técnicas e práticas. Hoje, nós podemos aprender várias coisas novas, que vão nos ajudar a auxiliar o órgão oficial das rodovias, o DER, tudo isso para preservar vidas, que é o principal objetivo do BPRv”, destaca.
O cabo Claudinei Moreira Dias Tomas, que atua no posto rodoviário instalado na PR-508, entre Paranaguá e Matinhos, elogiou a oportunidade aprimorar seus conhecimentos. “Lá na linha de frente somos nós que atendemos os acidentes nas rodovias e, com as palestras ministradas, podemos analisar e absorver muitas informação para sermos mais úteis nas questões que envolvem a segurança nas rodovias”, diz.
INTEGRAÇÃO – O inspetor da Polícia Rodoviária Federal (PRF) Fábio Salgado destacou a integração entre as forças de segurança responsáveis pelas rodovias do Estado para maior eficiência na segurança de trânsito viário. “É importante que uma instituição esteja ao lado da outra, tanto absorvendo o que a outra tem de inovação, como também cedendo novas ideias”. Nesse sentido, ele mencionou os ganhos tanto para os profissionais presentes nas palestras quanto para os cidadãos paranaenses. “Quem ganha com essa parceria é a sociedade. Aos olhos da população existe somente a polícia de trânsito, que fica encarregada pelas rodovias, não importando se é militar, federal ou outra”.
PROGRAMAÇÃO – A professora da Universidade Federal do Paraná (UFPR) Anelise Schimitz falou o conceito Rodovias que Perdoam (Forgiving Roadsides). A palestra tratou dos materiais de segurança acoplados nas rodovias que podem, em casos de acidentes, evitar a morte.
“Existem acidentes que acontecem com a saída de pista ou por embriaguez, alta velocidade, sonolência, desvio de buraco. Nesse contexto, pode acontecer o choque, a colisão, capotamento e outros acidentes mais graves. Então, a questão é de que forma a gente pode reduzir esse risco”, indagou.
“A gente faz a implantação de barreiras de contenção, que podem ser metálicas ou de concreto. Isso é a forma de diminuir a gravidade do acidente. Ao invés da morte, a gente dá o material necessário para que o veículo colida contra essas barreiras e voltem para a pista”, explicou a professora.
Por isso, acrescenta Anelise, a temática refere-se às ‘rodovias perdoam o óbito’, no sentido de reduzir a gravidade do acidente. “A ideia do nome foi gerar uma provocação mesmo, tentando incentivar o órgão fiscalizador a fazer toda a conferência prévia necessária. A partir disso, podemos agir e prevenir acidentes”, conclui.
Além da palestra Rodovias que perdoam, os militares estaduais assistiram às apresentações UBI – Mapa Trânsito, informações que salvam vidas, com o CEO Carlos Henrique de França; Segurança nas Operações de Salvamento Veicular, com o capitão do Corpo de Bombeiros Ícaro Gabriel Greinert; e Combate à Poluição com a fiscalização do Diesel S500 X S10, com o policial rodoviário federal Bruno Annunciação.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.