Local
REINALDO SILVA
Foi assinada, na manhã de ontem, a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) que regula as relações entre patrões e empregados no comércio de Paranavaí e municípios do Noroeste do Paraná. Entre os pontos definidos no documento, o reajuste salarial dos funcionários e os dias e horários de abertura das lojas.
A presidente do Sindicato dos Empregados no Comércio de Paranavaí (Sindoscom), Leila Vanda Aguiar, explicou que o período de tratativas entre os dois sindicatos também foi de observações. “Buscamos ver o que poderia melhorar para não prejudicar patrões e empregados.” O papel das entidades, disse Leila, é garantir que os termos da CCT se mantenham equilibrados para as duas categorias.
Foram mais de dois meses de conversas para estabelecerem o novo acordo formal entre as duas entidades sindicais. Chegaram então ao piso salarial da categoria, R$ 1.404,33, o que representa 5% de acréscimo. “O índice está sendo negociado nesse patamar em todo o Paraná”, explicou o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Paranavaí (Sivapar), Edivaldo Cavalcante.
As negociações também incluíram o calendário comercial, com os dias e horários de atendimento nas lojas do Centro e dos bairros. De acordo com o cronograma, a jornada de trabalho estendida em dezembro, para fomentar as vendas de Natal, terá início no dia 9.
Desta vez, o calendário comercial tem mudanças em relação a anos anteriores. A Convenção Coletiva de Trabalho veta a abertura dos estabelecimentos comerciais até 22 horas na sexta-feira que antecede o Dia dos Pais. A regra também vale para a sexta-feira anterior ao Dia das Mães em 2020. 
Para funcionar em horário diferenciado, nessas e em outras datas especiais, cada empresa deverá pedir autorização individual junto aos dois sindicatos. De acordo com Cavalcante, a mudança foi adotada porque muitos comerciantes não concordavam com o expediente estendido.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.