Local
O advogado Edilson Avelar, um dos coordenadores da Sociedade Civil Organizada de Paranavaí e Região, pediu o apoio do deputado Filipe Barros para as reivindicações regionais, com destaque para a duplicação da BR-376, entre Paranavaí e Taquarussu (MS), autorização para implantação do Curso de Medicina na cidade, apoio às iniciativas que visam consolidar o município como grande polo gerador de energia fotovoltaica e ao projeto de incentivo à irrigação, com isenção de ICMS para aquisição dos equipamentos.
As reivindicações foram apresentadas em forma de documento e entregue ao parlamentar pelo advogado, o cartorário Dantes Ramos Júnior (também coordenador da Sociedade), vice-presidente da Associação Comercial e Empresarial de Paranavaí (ACIAP), Guto Costa, presidente da Sociedade Rural do Noroeste do Paraná, Mário Hélio Lourenço de Almeida Filho, e o vereador Lucas Barone.
Avelar disse que o Brasil precisa crescer de forma harmônica e os recursos públicos distribuídos de forma justa, para que “os grandes não se agigantem e os menores se apequenem ainda mais”.
Sobre a duplicação da BR-376, disse que a obra vai encurtar distâncias, ligará a zona de produção ao Porto de Paranaguá e terá consequências positivas para todo o Estado. Informou que atualmente o projeto está no Ministério dos Transportes aguardando o Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA), para que o projeto da Rodovia do Agronegócio, como já vem sendo chamada, avance até a concretização da obra.
BOA NOTÍCIA – Sobre o Curso de Medicina, objeto de reivindicação há 5 anos, Avelar reclamou do decreto proibindo a criação de novos cursos, enquanto “nosso povo sofre com a carência de médicos” e acrescentou que a cidade tem “todos os requisitos exigidos pelos ministérios da Saúde e da Educação” para implantar o curso. Sobre o assunto, Barros disse que em conversa com o Ministério da Educação foi informado que, em breve, o decreto proibitivo deverá ser revogado.
Referente ao polo de energia fotovoltaica, a Sociedade Civil pondera no documento que as condições naturais, iniciativas de mobilização, obras realizadas na cidade e a presença da maior indústria de placas fotovoltaicas do Brasil colocam Paranavaí como a Capital da Energia Solar do Sul do Brasil. A entidade reforça que os investimentos para a produção de energia são menores aqui, porque tem o maior índice de irradiação solar dos três estados do sul.
EMENDA – Por sua vez, o produtor rural Demerval Silvestre, também em nome da Sociedade Civil, apresentou pleito ao deputado no sentido de viabilizar emenda parlamentar destinando recursos para a Universidade Estadual do Paraná (Unespar), viabilizando a instalação de uma usina fotovoltaica para a instituição. Esta usina seria instalada em Paranavaí e abasteceria os sete campi instalados no Estado.
Filipe Barros acenou positivamente à apresentação desta emenda.
Também na ocasião o pastor Osésa Rodrigues de Oliveira pediu ao parlamentar que o Congresso Nacional dê mais atenção às unidades dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS). “As obras são importantes, mas é preciso investir também nas pessoas, cuidar da saúde mental delas. Temos um grande número de pessoas com ansiedade e depressão”, disse o religioso.
Segundo ele, as unidades do CAPS de Paranavaí precisam melhorar a infraestrutura para atender melhor sua clientela.
GESTÃO DE FINANÇAS – As reivindicações foram apresentadas durante reunião realizada no auditório da ACIAP entre o deputado Filipe Barros e lideranças empresariais, comunitárias e políticas, na última quinta-feira, Na ocasião, o parlamentar anunciou que, atendendo solicitação do vereador Lucas Barone, entrou em contato com a Secretaria Nacional da Juventude (SNJ), vinculada ao Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, e está destinando a Paranavaí 100 vagas para o Curso de Gestão de Finanças Pessoais (GFP), na modalidade educação a distância, promovido em parceria com o Banco Central do Brasil (BC).
O curso tem por objetivo orientar os jovens na gestão de suas finanças e na utilização consciente do dinheiro. Em Paranavaí, será viabilizado graças a uma parceria entre o Instituto Federal do Paraná – campus de Paranavaí e a ACIAP.
As aulas serão disponibilizadas gratuitamente em ambiente virtual, sendo necessário ao aluno matriculado apenas computador com acesso à internet.  Ao final do curso, o estudante receberá um certificado emitido pelo Banco Central.
Construído de forma lúdica e com conceitos básicos sobre temas do cotidiano das pessoas, o curso “Gestão de Finanças Pessoais” aborda os seguintes módulos/temas: Nossa relação com o dinheiro; Orçamento pessoal ou familiar; Crédito e endividamento; Consumo planejado e consciente; Poupança e investimento; Prevenção e proteção; e Consumo serviços financeiros.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.