Local
De sua cabeça, sob os carrapichos, brotavam todos os caprichos da arte, seus sons, seus versos, sua poesia, sua veia criativa, sua solidariedade ao mundo e aos desvalidos.
Desta terra ensolarada, na época brotavam os acordes juvenis do Teatro Estudantil de Paranavaí, os versos, os sons e a criatividade do Femup.
Os dois a engatinhar. Os dois a crescer.
Os dois, Paulo César Oliveira, o Paulinho, e o Femup se confundiam.
E Arte foi plantada para sempre neste chão.
Eles se irmanaram, se abraçaram, ao longo dos anos, dos sons, dos versos, da música e da mania de realçar a vida feito poesia, usando o canto do Gralha Azul, as asas abertas da juriti e os sonhos de centenas de pessoas.
E Arte foi plantada para sempre neste chão.
Paulo César de Oliveira faleceu há um ano e três meses.
Com ele, morreu um pedaço do Paraná, do nosso Paraná, do Paraná que gosta das barrancas e que conversa com os pássaros.
Morreu um homem que escutava os mugidos de bois e a tristeza da seriema.
Morreu um pedaço encardido do Brasil, na corredeira do rio feito lenda líquida. O pedaço que teimou e sempre teve lealdade às pessoas e à natureza.
Este moleque bom, aqui de Paranavaí, que sempre nos fez ter orgulho, muito orgulho, de viver e de cantar o Paraná, que manteve, sempre, a chama da poesia, cantando onde fosse chamado, está Vivo, conosco nesta noite, aqui neste teatro.
E seu legado é vivo, permanecerá vivo. E a ele, como a este Festival de meio século, juramos Amor.
Juramos Amor a este pedaço de Brasil menino que gosta de brincar de paixão e que gosta de voar em liberdade.
Esta é a nossa homenagem, a homenagem de todos nós, ao Paulinho e ao Femup.
Estamos aqui para cantar a Vida, com a mesma centelha que incendiava o Paulinho e que teima em incendiar o Femup, apesar desses tempos obscuros.
Viva o Paulo César de Oliveira!
Viva o Festival de Música e Poesia de Paranavaí!
Viva Paranavaí, a Cidade Poesia!
Viva a Arte e a Cultura do Brasil e dos brasileiros!
Muito obrigado!
Nilson Monteiro (Jornalista – Curitiba)

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.