Local
REINALDO SILVA
No dia 23 de outubro pousava em Paranavaí o primeiro voo comercial vindo de Curitiba, dentro do programa Voe Paraná, do Governo do Estado. Pouco mais de um mês depois, até 25 de novembro, a empresa responsável pelo transporte aéreo entre as duas cidades contabilizou 19 embarque e 24 desembarques no Aeroporto Municipal Edu Chaves.
A abertura da rota ligando Paranavaí a Curitiba representa facilidade para quem precisa transitar entre as duas cidades. De acordo com o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Carlos Emanuel Rodrigues, os voos comerciais vão garantir mais investimentos ao município, gerando emprego e renda. 
Ele disse que ainda é cedo para avaliar quais foram os impactos que os voos comerciais causaram sobre a economia de Paranavaí. “Estamos encaminhando para o final do ano e as atividades de desenvolvimento econômico que demandam viagens estão paralisando.” Mas a partir de janeiro de 2020 deverá ser possível “ter um panorama sobre os dados de desenvolvimento em favor do aeroporto”.
O secretário municipal de Infraestrutura, Renato Dultra, afirmou que todas as exigências foram cumpridas no sentido de tornar o aspecto estrutural do aeroporto viável para a realização dos voos. 
Ele explicou que a pista de pouso requer nova pavimentação, mas a condição atual do asfalto não interfere na segurança da operação da aeronave. Segundo Dultra, já existe um projeto para a recuperação da malha asfáltica dentro do Aeroporto Edu Chaves. O momento é de espera pela liberação de recursos. 
De qualquer maneira, a recuperação da pista só será necessária se Paranavaí receber aeronaves maiores, o que deverá ser realidade no futuro, quando a demanda por voos a Curitiba for maior do que a registrada até aqui.
O primeiro voo – com saída de Curitiba – teve único passageiro, o deputado estadual Sebastião Medeiros. Pouso e desembarque aconteceram próximo às 15 horas. Na ocasião, dezenas de pessoas foram até o aeroporto para ver de perto a retomada das atividades comerciais.
Além de Paranavaí, foram incluídas no programa Voe Paraná: Arapongas, Apucarana, Campo Mourão, Cianorte, Cornélio Procópio, Francisco Beltrão, Guaíra, Guarapuava, Paranaguá, Telêmaco Borba e União da Vitória.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.