Paranavaí
O paranavaiense de 54 anos, preso em flagrante anteontem suspeito de crime de pedofilia pela internet, foi solto e vai responder em liberdade. 
A detenção fez parte da “Operação Luz na Infância 4”, força-tarefa coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública para combater em todo país os crimes de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes na rede.  
O homem tinha armazenado no computador material de conteúdo sexual envolvendo menores de 18 anos, conforme mostraram as investigações. 
A delegada da 8ª Subdivisão Policial, Fernanda Bertoco Mello, que chefiou a equipe em Paranavaí para cumprimento do mandado, confirma que foi arbitrada fiança de R$ 2 mil.
O paranavaiense, agora em liberdade, confessou que acessa os conteúdos e os deleta em seguida. Essa versão coincide com as investigações, já que a maioria dos conteúdos estava apagada e uma pequena parte ainda armazenada. 
Importante ressaltar que não existe contra ele qualquer denúncia ou indício de abuso sexual envolvendo crianças ou adolescentes, e sim acusações de acessos a sites com conteúdos de apelos sexuais envolvendo menores de 18 anos. Esta ação é crime previsto pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (Eca). Fernanda Bertoco alerta que o entendimento é de que quem acessa ou armazena vídeos e fotos ajuda a manter o mercado da pedofilia.
No Paraná foram presas seis pessoas em flagrante durante a “Operação Luz na Infância 4”, com intervenções policiais em Curitiba, Arapongas, Cambé, Cascavel, Campo Mourão, Foz do Iguaçu, Paranavaí e São José dos Pinhais.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.