Paranavaí
Uma operação da Delegacia da Polícia Federal de Maringá (PF), com apoio das polícias Civil e Militar de Paranavaí, apreendeu um carregamento com 233 quilos de cloridrato de cocaína, a forma mais pura da droga. O valor estimado da carga é de R$ 1,5 milhão.
Com esse material é possível fazer aproximadamente uma tonelada da cocaína pronta para o consumo (pó), como é comumente encontrado em pontos de venda de drogas nas cidades.
O delgado Luiz Carlos Mânica, chefe da 8ª Subdivisão Policial de Paranavaí, confirmou ao Diário do Noroeste, ontem, que a apreensão aconteceu na noite da última terça-feira em Presidente Castelo Branco.
O trabalho é resultado de uma operação da PF em rodovias e postos de combustíveis para repressão aos crimes de contrabando e tráfico de drogas.
Durante a atividade, os policiais desconfiaram do fato de que um motorista dirigia um caminhão vazio em direção ao Porto de Paranaguá. Uma ação atípica, já que nesta direção geralmente os caminhões circulam carregados de grãos para exportação.
Então, o veículo foi abordado e os policiais solicitaram reforço da PM, através da equipe com cães farejadores. Os animais indicaram o tanque de combustíveis. 
Os policiais constataram que havia um compartimento no tanque para ocultação de material. Foi quando as equipes policiais encontraram 220 barras da droga e fizeram a apreensão, totalizando 233 quilos. 
O motorista, de 33 anos, foi preso em flagrante, devendo responder por tráfico de drogas, agravado por se tratar de um crime interestadual (artigos 33 e 40 da lei 11.343/2006). O caminhão saiu do Mato Grosso do Sul e iria para Paranaguá (PR). 

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.